terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Rio pode ter Epidemia de chicungunha

Secretário alerta para possibilidade de metade dos cariocas terem chicungunha

http://new.d24am.com/media/news/image/88152_697x437_crop_53c6a2232041d.jpg 

(Blog do Rafael Oliveira - 03 de Janeiro de 2017) Segundo reportagem publicada no jornal O GLOBO, metade da população carioca — o que equivale a mais de três milhões de pessoas — poderá ser infectada na possível epidemia de chicungunha neste verão.


O alerta foi feito pelo secretário municipal de Saúde, Carlos Eduardo de Mattos, com base em estudos da Fiocruz. Em 2016, foram registrados quase 14 mil casos de chicungunha na capital. Dez pessoas morreram.

A Prefeitura começou um estudo do impacto da doença e planeja começar a fazer uma campanha no município. A doença é mais agressiva que a zika e ataca de imediato as articulações.

Mas não é razão para desespero, mas para conscientização. Estes mosquitos picam durante o dia, especialmente no início da manhã e final da tarde. Onde o mosquito aparece pela primeira vez, pode propagar-se muito rapidamente.

Algumas dicas:
  • Use repelentes naturais, como citronela, óleo de neem, ou folhas de manjericão (basílica). Ou use repelentes químicos que têm um destes ingredientes: N,N-dietilmetatoluamida (DEET), Picaridina (KBR 3023, icaridina), PMD, compostos de óleo natural de eucalipto-limão ou IR3535. Principalmente em crianças. Evite serpentinas, estes podem prejudicar a respiração.
  • Use redes nas janelas e portas. Repare ou tampe todos os buracos (furos).
  • O ar que se desloca de um ventilador pode manter os mosquitos afastados.
  • Use redes mosquiteiras nas camas dos bebês e até se possível de crianças e adultos. Coloque as bordas das redes sob a cama ou esteira para que não haja aberturas.
 Também lembre-se de se livrar de tudo que pode ajudar na reprodução do mosquito.
  • Fora de casa: Livre-se dos lugares onde se acumula água (água parada), tais como pneus velhos, vasos de flores, tambores de óleo, valas, e até mesmo pequenos recipientes e tampas de garrafas. Faça isso pelo menos uma vez por semana ou depois das chuvas.
  • Dentro da casa: Mude frequentemente a água nos vasos de flores e pratos de água para os animais. Você tem que esfregar as paredes do recipiente interno bem porque os ovos de mosquitos podem permanecer em seco durante meses à espera de água para nascer. Senão, os ovos do mosquito podem ficar colados e viver meses até que haja água para eclodirem e passarem a fase larvar.
  • Tampe bem os recipientes onde se armazena água para que os mosquitos não possam entrar e depositar os seus ovos. Em recipientes como potes, barris e tanques de água sem tampas, use redes ou malha de arame com buracos muito pequenos para os mosquitos não entrarem ou cubra com plástico e amarre. 
Juntos, lutemos contra esse mosquito no Rio de Janeiro.

Um comentário:

  1. New Diet Taps into Revolutionary Idea to Help Dieters Get Rid Of 23 Pounds in Just 21 Days!

    ResponderExcluir

Clique aqui para deixar um comentário. Caso você não tiver uma conta Google, assine o seu nome abaixo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta o nosso site com o facebook e Google+