sábado, 10 de setembro de 2016

Sucesso na abertura paralímpica

Imprensa internacional destaca beleza e vaias na abertura da Paralimpíada


Resultado de imagem para abertura paralimpíada(Blog do Rafael Oliveira - 10 de Setembro de 2016) Depois de um período único e especial durante as Olimpíadas, o Rio teve uma pausa e já voltou ao seu espírito festivo olímpico com as Paralimpíadas.

O Rio, na última quarta-feira, passou pela abertura dos Jogos Paralímpicos de 2016, um evento que trouxe muitos suspiros e conseguiu surpreender até mesmo quem foi na abertura das olimpíadas. Quase 50 mil pessoas estiveram presentes na abertura que apesar de não ter sido exibida em nenhuma das grandes emissoras abertas do país.

Resultado de imagem para abertura paralimpíada
O Jornal O GLOBO resumiu em "Paralimpíada emociona Maracanã" e o Correio Brasiliense declarou "chama acesa para a inclusão".

Mas a maior parte dos elogios vieram mesmo da imprensa internacional. O New York Times classificou como "deslumbrantes".

 "O interesse e entusiasmo dos cariocas marcou o clima de celebração da abertura" - Declarou o jornal norte-americano

Já a BBC e a CNN destacaram as vaias ao presidente Michel Temer. A emissora britânica disse que Temer foi vaiado "ao fundo de de cor e música". Já a rede norte-americana diz que a menção a Temer presidente do Comitê Organizador, Carlos Arthur Nuzman, foi seguida por "gritos altos e muitas vaias do público do Maracanã", o que o forçou a "interromper o discurso por vários minutos".
Resultado de imagem para abertura paralimpíadaOs jornais britânicos The Guardian e Telegraph deram destaque ao protesto pró-Rússia protagonizado por atletas de Belarus, que entraram no estádio com a bandeira do país vizinho. Os russos foram banidos dos Jogos após serem flagrados em exames de doping.

Jornais chineses declararam como espetáculo (CCTV English). O Daily Telegraph elogiou o voo do atleta deficiente. Já a Al Jazera acredita que os jogos paralímpico trarão mudanças sociais ao Rio, já que não são muitos prédios cariocas não são acessíveis ainda. A imprensa indiana criticou o pouco caso da mídia local na transmissão das versões das paralimpíadas, comparando-se as olimpíadas e o fato de nenhuma emissora indiana nunca ter comprado os direitos de alguma edição dos jogos paralelos as olimpíadas.  


O espetáculo teve a direção criativa assinada por Marcelo Rubens Paiva, pelo artista plástico Vik Muniz e pelo designer Fred Gelli.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique aqui para deixar um comentário. Caso você não tiver uma conta Google, assine o seu nome abaixo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta o nosso site com o facebook e Google+