Mapeamento do Governo Dilma

Dilma falsifica dados para esconder crise do Governo PT



(Blog do Rafael Oliveira - 07 de Fevereiro de 2015) Ontem, esse blog publicou uma reportagem revelando a pouca importância que Dilma deu ao vetar um projeto que ocasionou um forte prejuízo ao Nordeste, mesmo após o apoio nordestino nas últimas eleições. Também publicamos um vídeo no qual o ex-presidente Lula assumia falsificar dados para atacar os adversários políticos.

Será que essa é uma característica única de Lula ou Dilma segue o mesmo modelo de política? Durante as últimas eleições, Dilma repetiu várias vezes que tirou 36 milhões de pessoas da miséria.

Segundo o  Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, vinculado ao Palácio do Planalto) aponta que, de 2002 a 2012, o número de miseráveis (ou extremamente pobres) apenas 6,5 milhões. O cálculo do Ipea leva em consideração aqueles que não possuem renda para consumir uma cesta de alimentos com o mínimo de calorias necessária para o ser humano, com base nas recomendações da FAO e OMS, diferente do cálculo do PT.

O Instituto norte-americano Cato consta o Brasil como o nono país com mais miseráveis no mundo. Segundo o Pnad (Pesquisa Nacional por Amostragem Domiciliar), em 2013, houve aumento de 3,68% no número de indivíduos considerados abaixo da linha da pobreza. Vale lembrar que em Janeiro de 2013, Dilma afirmou que a miséria estaria exterminada do Brasil até o fim de 2014.

Dilma propôs metas contra o analfabetismo nos próximos quatro anos, algo que ela tanto se orgulhou nos últimos anos, ela até mesmo afirmou com orgulho a queda do analfabetismo brasileiro. O Brasil está entre os 10 países com mais analfabetos do mundo, segundo a UNESCO, junto a Índia, China, Paquistão e Etiópia.

Dilma afirmou em seu programa de governo o fim da dívida externa, mas como lemos ontem, o Brasil perderá seu posto na ONU pelo excesso de dívida.

Também lembramos a todos que o PT censurou a revista Veja por ser contra ela, com ataques muito inferiores aos que ela fazia aos concorrentes. O Ministro do TSE que proibiu publicidade da 'Veja' foi advogado da campanha do PT em 2010 

Ao assumir o poder, a presidente afirmou que o lema do seu governo é "Pátria Educadora", mas já iniciou o seu governo com vários cortes, principalmente com a Educação. Ela condenou as privatizações do PSDB, mas na semana que venceu as eleições já se mostrou favorável a privatização dos aeroportos, algo que ela já era favorável desde o Governo Lula.

Para não delongarmos essa lista, faço um resumo da era PT:














Resumo da era PT:

O pobre não entrava na faculdade. O que o PT fez? Investiu na Educação? Não, tornou a prova mais fácil e criou uma série de faculdades fundo de quintal, mas a USP e UFRJ ainda pertence aos mais ricos. Já que os poucos pobres que entram, possuem dificuldades sérias para se manter na universidade.

Os estudantes de escolas públicas e negros não entravam na faculdade. O que o PT fez? Melhorou a qualidade do ensino médio? Não, destinou 30% das vagas nas universidades públicas as cotas. "Ela" nem se quer criou cota para pobres.

O analfabetismo era grande. O que o PT fez? Incentivou a leitura?
Não, passou a considerar como alfabetizado quem sabe escrever o próprio nome, mesmo o Brasil sendo um dos 10 piores na categoria.

A pobreza era grande. O que o PT fez? Investiu em empregos e incentivos à produção e ao empreendedorismo? Não. Abaixou a linha da pobreza e passou a considerar classe média quem ganha um valor muito inferior ao comparar há 10 anos.

O desemprego era pleno. O que o PT fez? Deu emprego?
Não. Passou a considerar como empregado quem recebe o bolsa família, não procura emprego ou está feliz com seus bicos.

A saúde estava muito ruim. O que o PT fez? Investiu em hospitais e em infraestrutura de saúde, criou mais cursos na área de medicina e incentivou o surgimento de mais médicos brasileiros? Não. Importou um monte de cubanos que sequer fizeram a prova para comprovar sua eficiência.

E enquanto isso, o Brasil investe ricamente no porto e aeroporto de Cuba, este que foi vendido para iniciativa privada para gerar mais lucros para Cuba. O Brasil sofre crises hídricas, mas está investindo milhões em uma hidrelétrica para a Venezuela. Infelizmente esse é o Brasil dos próximos quatro anos e, na pior das hipóteses, das próximas gerações.

Postar um comentário

Clique aqui para deixar um comentário. Caso você não tiver uma conta Google, assine o seu nome abaixo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta o nosso site com o facebook e Google+