Prefeitura é acusada de incentivar favelização

Ministério Público move cerca de 100 ações contra a expansão de favelas


(Blog do Rafael Oliveira - 20 de Janeiro de 2015) A prefeitura do Rio é acusada em quase cem ações movidas pelo Ministério Público nos últimos quatro anos por não conseguir controlar o crescimento — vertical e horizontal — em áreas de risco de favelas. 

Os promotores responsáveis pela investigação critica a Prefeitura por resistir a diminuição ou remoção dessas favelas em áreas de risco e acusa a política pública de ver tais remoções como implicações eleitorais, um problema que não está apenas na capital.

A Justiça concedeu até algumas decisões favoráveis ao MP, mas a Prefeitura recorreu em todas. Cada vez que passa, o MP recebe mais denúncias de crescimento de favelas em áreas de risco, mas a Prefeitura continua a não fazer nada e a recorrer na Justiça contra o MP. Uma dessas denúncias está no entorno do Parque Estadual da Pedra Branca. 

O crescimento das favelas acontecem até nas áreas que já foram implantadas as Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). O secretário estadual de Segurança, Beltrame, confirmou a existência desse problema e declarou que tem tomado atitudes contra a favelização nessas regiões, como por exemplo, aumentar o efetivo da polícia e abrir novas ruas nas comunidades para melhorar o trânsito policial.

Postar um comentário

Clique aqui para deixar um comentário. Caso você não tiver uma conta Google, assine o seu nome abaixo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta o nosso site com o facebook e Google+