Mais um Bolsa Esmola: 'Incentivo a Cultura Porcaria'

Ministra da Cultura aprova 'Vale Cultura' e afirma que o beneficiário poderá gastar até com revista porcaria



O Brasil é um país que possui a cultura política de não investir em criar um cidadão mais crítico perante a sociedade ou investir na melhoria do mercado de trabalho, visando investir também em um país com fortes e famosos médicos, advogados, professores e até doutores. Vivemos uma República PT/PMDB, ou seja, um investimento forte nos que eu sempre chamo aqui de 'Bolsa Esmola'. Enquanto o Brasil continuar investindo na Bolsa Esmola e suas ramificações, o governo não vai melhorar a educação, o trabalho, as universidades públicas (e até particulares) e os problemas sociais, já que é melhor dar esmola ao povo do que ensinar modos do cidadão conseguir se sustentar até em questões culturais. 

No Brasil já existe "Bolsa Família", "Farmácia Popular", "Restaurante Popular", "Camisinha de Graça", "Remédio contra a gravidez de graça", "Bolsa Escola", "Bolsa Família", "Bolsa desemprego", "Bolsa Cota", "Bolsa Invasão", "PAC nas favelas", "Favela-bairro" e até mesmo "Auxílio-reclusão". Afinal, é muito mais fácil dar esmola ao povo do que dar condição para todos terem uma vida e salário digno. Para alguns deputados e presidentes é melhor dar um salário mínimo com muitos dígitos e grátis os impostos mais caros do planeta, junto com uma cesta básica dígna que a cada ano fica mais caro até que o próprio salário mínimo.



A nossa ministra da cultura, Marta Suplicy (que dispensa comentários), lançou mais uma perola de sinceridade, dos mesmos criadores de "Relaxa e Goza". Suplicy defendeu a liberdade dos gastos do Vale Cultura que prevê o benefício de R$ 50 por mês para gastos com cultura para trabalhadores que ganham até cinco salários mínimos. Segundo a própria ministra da cultura, o Vale Cultura poderá ser usado da forma que o trabalhador quiser, até com revistas porcarias.
- Claro que pode qualquer revista. Alguns dizem 'mas vai comprar só revista porcaria', ou 'revista de Direito', e eu penso assim: o bom do vale cultura é que o trabalhador decide. - Afirmou a Ministra da Cultura.

Os outros critérios do Vale Cultura ainda não estão definidos, como a possibilidade de acumular o valor mês a mês, ou poder comprar ingressos para espetáculos ou cinema para outra pessoa além do portador do cartão (ou até a entrada do baile funk, a compra de uma playboy ou revista capricho, ou qualquer outro exemplo de cultura para o Ministério da Cultura) .

Enquanto isso, os funcionários da Biblioteca Nacional (uma das 10 maiores do mundo) protestam devido a demora de investimentos do Ministério da Cultura. A falta de infraestrutura local coloca em perigo as 9 milhões de obras da instituição localizada no centro do Rio de Janeiro. Os funcionários tem que trabalhar com as janelas abertas devido os problemas com o ar condicionado que quebrou em Maio de 2012. O problema com o ar condicionado é tão sério que houve uma queda desde então no número de usuários diários que caiu de 300 pra 150 pessoas.

Leia também: Bandido preso no Presídio de Igarassu consegue passar para a UFRPE e pede parte das vagas das universidades federais para os criminosos. (Depois do Auxílio-Reclusão não vai demorar muito para o desejo ser realizado).

Texto escrito e postado por Rafael Oliveira, 20 de Janeiro de 2013

Postar um comentário

Clique aqui para deixar um comentário. Caso você não tiver uma conta Google, assine o seu nome abaixo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta o nosso site com o facebook e Google+