Centro do Rio contará com os primeiros bondes sem cabos do mundo.

VLT do Centro do Rio não terá cabos aéreos

 

As obras do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) do Centro do Rio de Janeiro terá início ainda no primeiro semestre de 2013. O sistema moderno de bondes ligará a Zona Portuária ao centro financeiro mais moderno do Brasil, além de uma ligação direta ao Aeroporto Santos Dumont.

O projeto é da Prefeitura, mas os gastos serão executados por uma parceria público-privada (PPP). A ideia é que esses bondes substituam os ônibus que circulam pela região.

Os bondes elétricos do Rio de Janeiro serão os primeiros do mundo sem catenárias (cabos para captar energia elétrica em fios suspensos), deixando o Centro do Rio mais bonito e moderno, sem a poluição visual causada pelos fios.

A primeira fase ficará pronta em Março de 2015, ligando a futura Vila de Mídia das Olimpíadas (próximo a Rodoviária Novo Rio) e a Praça Mauá. Nesse mesmo ano, os trilhos avançariam por toda a Avenida Rio Branco, até a Cinelândia. As obras estarão totalmente encerradas no início de 2016.

O serviço passará a ser prestado também com linhas entre a Central e a Praça Quinze, o Santo Cristo e a Candelária, e a Zona Portuária e o Aeroporto Santos Dumont.

A tarifa do VLT estará próximo a R$ 1,91 e deverá contar com 220 mil passageiros por dia. Cada carro transportará até 400 passageiros, com intervalos entre 5 e 15 minutos conforme a linha, e cada veículo será adaptado para receber a quantidade de carros relacionados a demanda da hora. O custo da obra é estimado em R$ 1,1 bilhão e haverá 42 estações distribuídas por 30 quilômetros de vias.

Texto escrito e postado por Rafael Oliveira, 09 de Dezembro de 2012

Postar um comentário

Clique aqui para deixar um comentário. Caso você não tiver uma conta Google, assine o seu nome abaixo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta o nosso site com o facebook e Google+