Bolsa de Valores do Rio é confirmada!

Rio de Janeiro ganhará nova bolsa de valores em 2013



O Rio de Janeiro há anos tem sofrido com os ataques do Governo Federal com objetivo de ser sufocado por outras cidades como São Paulo e Brasília, por isso levaram as nossas multinacionais, os grandes bancos, o autódromo e até mesmo a nossa capital e a nossa Bolsa de Valores (que já foi a melhor da América Latina). Mesmo com todos os ataques, o Rio continua em cima e nunca deixou de ser a cidade espelho no Brasil, fato que hoje vemos que o Rio não é só a cidade mais bela do país, mas também a que mais recebe eventos internacionais e a única a ter uma economia confiável o bastante para contar com selos financeiros. Além de ser a primeira cidade sul-americana a ter capacidade para as Olimpíadas.

Devido o grande sucesso, o Rio voltará a ter uma bolsa de valores, não graças ao Governo Federal, mas a bolsa virá de um dos maiores mercados financeiros do planeta, assim como foi anunciado nesse blog em Novembro do ano passado.

A companhia norte-americana Direct Edge Holdings, que representa 10% do mercado de ações dos Estados Unidos, planeja entrar no Brasil para concorrer com a Bovespa, mas com sede na cidade que conta com os homens mais ricos do Brasil. Em Junho a Direct Edge pedirá à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) aval para poder operar uma bolsa de valores no Brasil. Com isso, o serviço deve entrar em operação já no início do próximo ano. Caso tudo dê certo, a nova bolsa pode entrar em operação ainda no final desse ano.

Os executivos comentaram que fazem questão que a nova bolsa seja no Rio, não havendo a possibilidade de ir para outra cidade caso as negociações não tenham sucesso inicialmente.  A Bolsa carioca pretende conquistar pelo menos 30% do atual mercado acionário brasileiro, concentrado atualmente em São Paulo.

Mesmo assim os executivos assumiram que ainda sofrem com o desafio do bloqueio do Governo Federal que não vê com bons olhos o Rio competindo com a Bolsa de Valores de São Paulo. 

 "Não vejo que o Brasil tenha 14 Bolsas como nos Estados Unidos, mas creio que conseguimos pelo menos 30% do mercado", disse Barchetto durante o Rio Investor Day.  

Além de pertencer a uma confiável e forte companhia internacional, outro diferencial da bolsa carioca será as taxas cobradas aos investidores.

 "Se tivermos taxas competitivas em relação à BMF Bovespa, os clientes vem para a gente", disse o executivo.

A Bolsa fixará o Rio de Janeiro como uma cidade global, assim como será mais uma prova que o Rio é a cidade mais importante do Brasil. Em breve traremos mais informações.

 Texto escrito e postado por Rafael Oliveira, 31 de Maio de 2012

Bruno 08

6 de outubro de 2012 00:32
Permalink this comment

1

disse...

Defino essa decisão da Direct Edge, como uma oportunidade de ouro para a cidade do Rio de Janeiro, que sofreu bastante quando deixou de ser a capital nacional, deixando de receber investimentos e entrando em uma grande decadência já superada.
Enfim, a bolsa carioca servirá para confirmar o grande momento principalmente econômico que vive hoje a cidade, atrair mais investimentos gerando um novo e muito mais moderno centro financeiro nacional, além de descentralizar a economia do país.
Pois é '' queridos amigos'' paulistas que se dizem morar na cidade mais rica do país, agora mais do que nunca o grande e único concorrente nacional de vocês, ganhará um novo reforço, a bolsa de valores nos levará mais ainda ao cenário international, em que vocês tentaram mas não conseguiram ofuscar o brilho da cidade maravilhosa.
Essa será uma oportunidade de retomar tudo o que nos foi tirado no passado com o objetivo de enriquecer facilmente outras capitais como brasília e são paulo.
Rio de Janeiro: a verdadeira cidade global e nacional do brasil!

Postar um comentário

Clique aqui para deixar um comentário. Caso você não tiver uma conta Google, assine o seu nome abaixo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta o nosso site com o facebook e Google+