Rio desbanca Apple e Amazon

Start-up carioca lança serviço de back-up na nuvem e entra na disputa com gigantes como Apple e Google

http://4.bp.blogspot.com/_SmDxfp_0qPo/TRt5Jeg90XI/AAAAAAAAAJQ/yNYN3ZeVaW8/s400/RIO+DE+JANEIRO+-+CORCOVADO.jpg
Enquanto gigantes como Apple, Google e Amazon duelam para atrair seus arquivos para dentro das "nuvens" delas, uma start-up carioca que oferece o mesmo serviço de back-up on-line aposta no suporte local em português para desbancar a concorrência de peso e conquistar os internautas brasileiros. Fundada no ano passado, a PSafe lançará em algumas semanas o LockBox, um serviço de armazenamento de dados on-line que sincroniza os arquivos automaticamente em uma série de aparelhos. O produto é um dos pioneiros do tipo na América Latina. 
- Nossa vantagem é que nenhum dos concorrentes internacionais tem foco no Brasil. Se você é um cliente que não domina inglês e precisar contatá-los, azar o seu - provoca o diretor-executivo da PSafe, Marco de Mello, que trabalhou por dez anos na sede da Microsoft, exercendo cargos de gerência nas unidades MSN e Windows.
O LockBox funciona como outros serviços de backup on-line. O usuário precisa instalar um programa e mover para dentro dele os arquivos que deseja pôr na nuvem. É possível acessá-los por meio do navegador de qualquer aparelho com acesso à internet, inclusive celulares e tablets. Alterações feitas nos documentos são sincronizadas em todas as máquinas automaticamente. 

Assim como as outras, a ferramenta é do tipo freemium: o pacote de 2 GB de armazenamento é gratuito, enquanto os de maior capacidade, a partir de 5 GB, são pagos. O de 2 GB pode guardar até 16 mil documentos (PDFs, textos, planilhas etc.), mas não aceita fotos, músicas nem vídeos. O de 5 GB custa R$ 5,90 por mês; o de 25 GB, R$ 9,90; e o de 100 GB, R$ 29,90. 

As expectativas de Marco de Mello para o LockBox são audaciosas. Ele espera chegar a 800 mil usuários até o fim de 2012 e a 1,5 milhão ao fim de 2013. O diretor-executivo da PSafe garante que seu produto terá apelo junto à classe C e que o plano de 25GB será o preferido dos usuários (cujo preço, graceja Mello, corresponde a "um café com um sanduíche"). (...)

Texto de Rennan Setti, do O GLOBO
Publicado nesse blog em 6 de Novembro de 2011

LUIZ FELIPE

6 de novembro de 2011 18:58
Permalink this comment

1

disse...

Maravilha, já vão me ter como cliente. A pena é que quando eles estiverem bombando, com domínio do mercado nacional, com certeza, a Apple, Amazon ou Google vão oferecer uma quantia tão monstruosa pelo negócio que eles acabarão vendendo...É esperar pra ver!

Postar um comentário

Clique aqui para deixar um comentário. Caso você não tiver uma conta Google, assine o seu nome abaixo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta o nosso site com o facebook e Google+