sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Movimento de separatismo do Rio de Janeiro chega ao JB

Jornal do Brasil publica: "Queremos o Rio de Janeiro fora do Brasil"


Vivemos em um país de dimensão continental, com muitas riquezas e gênios que moveram a história. Cada canto do país tem uma história para contar. A diversidade cultural do Brasil talvez seja maior do que muitos países unidos de certas regiões do planeta. Ao ponto de uma geografia tão unida acaba levando a certas culturas abafarem outras culturas. O gaúcho não age como o amazonense. Da mesma forma que o carioca está longe de ser como o nordestino, ou o paulista como o brasiliense. O tamanho do país traz prejuízos econômicos e culturais. Mas vale lembrar que o Rio de Janeiro sempre se mostrou a verdadeira capital do país, não digo a "capital federal", mas a capital cultural, social e o local onde é gerida as verdadeira tomadas de decisões, mesmo que o Governo Federal tenha levado nossos Ministérios, nossa Bolsa de Valores e agora quer levar os nossos royalties. A federação brasileira só serviu para desgastar o Rio de Janeiro, nossa cultura tem sido misturada com o de imigrantes, a favelização tem aumentado, a economia tem sido duramente atacada. Vamos mais além: O Rio de Janeiro lutou durante décadas para o nosso petróleo não cair na mão dos estrangeiros, para agora estados preguiçosos quiserem levar o que é nosso. O que o Rio de Janeiro ganha no Brasil? Nada, já que o pouco que ganhamos, o Governo Federal rouba. Não demorará para retirarem o Cristo Redentor para levarem para enfeitar o Palácio da Alvorada em Brasília.

Eu publicarei aqui uma reportagem de Felipe Pena, professor da Universidade Federal Fluminense, autor de 11 livros e doutor em literatura pela PUC-Rio. Felipe Pena também tem pós-doutorado em semiologia da imagem pela Universidade de Paris, trabalhando também como escritor e jornalista. Leia atentamente o que ele publicou no Jornal do Brasil essa semana:





Imaginem se as perdas com os royalties do petróleo fossem do Rio Grande do Sul! Não duvido que, em poucos minutos, os gaúchos organizariam uma revolução e proclamariam a independência  do estado. Até consigo imaginar as barricadas no Palácio Piratini, as trincheiras organizadas por barbudos com lenço vermelho no pescoço, o chimarrão queimando durante a noite e os generais do Terceiro Exército organizando suas tropas para proteger o levante.
Se fosse no Rio Grande, os facões sairiam das bainhas, o charque assaria nas fogueiras, Garibaldi reencarnaria em algum imigrante italiano, o Veríssimo faria crônicas arrebatadoras, a torcida do Inter fecharia as fronteiras e o Renato Borghetti tocaria o hino farroupilha com sua gaita ponto. Se fosse no Rio Grande, haveria luta. Mas a perda é do Rio Pequeno, o Rio de Janeiro.

O Rio de Janeiro começou a ficar pequeno na década de 1960, com a mudança da capital para Brasília e, de lá pra cá, a situação só piorou. Perdemos na política, perdemos na economia, perdemos na segurança, perdemos na referência. Ah, sim, continuamos como a capital cultural do país, mas dividimos esse royalty com a violência, sempre pontificada mundo afora como nossa maior mazela. Sem falar em outros problemas graves, como a falta de saneamento, a saúde sucateada e um obsoleto sistema de transportes. Mas o que esperar agora, quando deixaremos de arrecadar R$ 3 bilhões já em 2012, sendo que esse valor anual deverá duplicar até 2019?

Permitam-me responder: não devemos esperar. Se a presidente Dilma não vetar o projeto aprovado no Senado, está na hora de pensarmos em sair da Federação. Tomemos, pois, o Palácio Guanabara, torcendo para que o governador se junte a nós assim que chegar de Paris. Independência já! Queremos o Rio de Janeiro fora do Brasil. (...)

O Arnaldo Jabor pode aparecer no jornal da noite para incendiar os intelectuais, a Miriam Leitão explica os gráficos e o Zuenir Ventura reúne a cidade partida, quer dizer, o estado partido. (...) Na Serra, no Norte Fluminense e na Costa Verde, milhares de voluntários se levantarão contra a injustiça, tomando o destino do povo em suas mãos enrugadas pelas enchentes do ano passado, já que não terão mais verbas para reconstruir as cidades.

Chegou a hora. Queremos o Rio de Janeiro fora do Brasil. E se você acha que tudo isso é uma piada, espere até ter sua aposentadoria cortada, seus filhos sem emprego e seu município em permanente estado de calamidade pública. Infelizmente, meu amigo, esse é um caso concreto de: independência ou morte. Ou assunto pra mais um chopinho na praia.

Texto escrito por Felipe Pena e postado/comentado por  Rafael Oliveira, 21 de Outubro de 2011

74 comentários:

  1. Onde é que eu assino esse manifesto?

    ResponderExcluir
  2. Esquecendo esse incidente dos royalties, acho q o real debate deveria ser a separação entre a cidade e o estado. Esse manifesto de separação do Brasil é improdutível, a constituição proíbe que o qualquer estado ou cidade se separem da União.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. BILL,

    eu discordo de vc, pois separar o estado da cidade só iria empobrecer e enfraquecer ainda mais os dois lados. Quanto a ser contrário à constituição uma possível emancipação do restante da união, bem, tantas coisas são contrárias à constituição e mesmo assim são praticadas neste país; a começar pelos royalties mesmo, que, segundo nossa carta magna, devem ser arrecadados somente pelos estados produtores!
    Mas, voltando ao assunto "independência", não tem essa de ser contra ou a favor da constituição. Se o povo do estado do Rio, ou outro qualquer, decidir que quer se separar do restante do país, não ha nada que o Brasil possa fazer, tem mais do que respeitar. É assim em outros países, por que seria diferente aqui?

    E tem mais, um Rio independente só teria a ganhar, pois deixaríamos de dar nossos recursos à união e receber de volta apenas migalhas.
    Um estado que tem um PIB de mais de 300 BILHÕES, maior do que o do Chile, Venezuela e outros mais, não precisa ficar se humilhando para receber o que lhe é de direito.
    Aliás, sendo independente, o Rio poderia, por exemplo, se transformar num centro financeiro internacional, como Hong Kong, Singapura, e outros mais. Não sei se vc sabe, mas esta já foi uma proposta do Rio quando deixou de ser a capital e os interesses paulistas não permitiram.
    Precisamos acabar com essa estorinha de que o Rio é a cidade mais querida do Brasil, porque não é! É só frequentar os sites que falam do Rio e ler os comentários dos internautas. A maioria tem uma puta duma inveja de nós. Odeiam o Rio só pq ele é mais famoso e lindo!

    Sempre que há uma oportunidade de sacanear nosso estado/cidade, eles não perdem a chance!
    Haja vista, o que fizeram com a copa 2014, deixando o Rio sem jogos da seleção, ou será que vc é tão ingênuo que acha que isto não foi uma jogada política e contra o Rio? Se eles pudessem, deixariam o Rio até sem a final!
    Para terminar, eu te digo, se o povo fluminense fosse um pouquinho só politizado e amasse de verdade nosso estado, abraçaria esta questão da independência com o coração aberto; se bem que eu duvido que se eles ( políticos de Brasília) vissem que corriam o risco de ficar sem as riquezas e status internacional que só o Rio dá ao Brasil, eles mudariam de ideia rapidinho. É só o povo ir pra rua e pedir a emancipação pra vc ver só!

    Digo mais, hein, se não aceitassem nossa independência na boa, não teriam nem como brigar com o estado do Rio, pois a maior parte de nossas forças militares estão sediadas no nosso estado!

    ResponderExcluir
  4. O processo de exploração do Rio de Janeiro pela União vai continuar e se aprofundar. Brasília rouba de todos para sustentar as suas oligarquias, verdadeiras donas do ESTADO BRASILEIRO. É hora de cair fora deste sistema neocolonial.

    ResponderExcluir
  5. O que o Luiz disse é a pura verdade. O Rio se sustentaria melhor sozinho do que dentro de um país "atrasador", já que temos o total de receita do Estado que é um dos maiores da América Latina, temos os royalties do nosso Estado (Sem contar os que ainda vão para a União), temos o total de impostos, etc. Sem contar que a economia aumentaria muito mais, porque mais empresas que não possuem sede aqui montariam suas centrais para distribuição. O Rio de Janeiro seria um centro mundial como hoje é Hong Kong. O Brasil só atrasa o Rio de Janeiro, e todos ainda zombam da nossa cara, o estopim chegou ao limite com a questão dos royalties, mas eles já levam nossas coisas há muito tempo. SEPARATISMO JÁ!

    ResponderExcluir
  6. É fato que a Constituição proíbe o Separatismo, mas somos de um país que lutou contra a Ditadura (Desculpem-me o meu erro grotesco, vou corrigir: Somos uma cidade que lutou contra a Ditadura do país, somos a cidade que lutou contra Collor, que lutou pelos Diretas Já, etc). Se o povo carioca quiser realmente separar-se do Brasil ou formar uma Confederação Interna do Brasil, nada pode nos parar. SEPARATISMO JÁ!

    ResponderExcluir
  7. Apoiado, Rafa. E tem mais, o Rio como nação poderia se tornar a meca do turismo da America Latrina, opss...digo, Latina permitindo, inclusive, a reabertura dos cassinos e criar uma espécie de mercado livre, como um centro financeiro internacional, como já citei no comentário acima!
    Vc disse muito bem, além do que já recebemos de royalties e que agora estão querendo nos tirar, ainda teríamos a parte da União que é a grande fatia do bolo! Ou seja, dinheiro é o que não iria faltar!

    ResponderExcluir
  8. Na minha opinião, se fosse possível, gostaria de negociar uma possível independência maior do governo federal, mas não a separação e até mesmo porque se isso acontecesse, a economia brasileira como um todo e a do estado estão muito integradas, o Rio se tornar um pólo financeiro não depende de deixar o Brasil, eu acredito que não preciso dizer alguns motivos socio-econômicos que levam ao tal progresso. Apontei no meu post anterior sobre a separação do estado porque culturalmente, denomino-me de brasileiro e carioca, não fluminense. Sei que no resto dos estados, há os que detestam a cidade/estado por questão de inveja, mas não há a necessidade de falar de guerra civil, se fosse o caso de alguns países com grandes tensões territoriais internas, seria possível considerar que um conflito nesse nível fosse acontecer, mas tenho certeza que isso não aconteceria no Brasil.

    ResponderExcluir
  9. Uma resposta à primeira parte do primeiro comentário do Luiz Felipe.

    Cara, eu realmente não sei detalhes quanto ao estado sob a ótica fiscal econômica, eu sei que as regiões pobres do estado iriam parar de competir em atenção com a zona oeste do rio por investimentos. Agora, a cidade só iria se beneficiar, apesar do aumento dos gastos, a receita iria aumentar ainda mais, possibilitando mais investimentos públicos, aí vocês podem acabar pensando que isso é mais dinheiro para roubar, eu penso que isso é uma desculpa para não considerarmos uma possibilidade de mudanças. Gente, os políticos roubam no mundo inteiro, a diferença é que a população cobra e essa cobrança é uma coisa que estou vendo começar agora depois de anos de indiferença disfarçada de indignação.

    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Bill, eu entendo o teu ponto de vista, mas eu penso diferente. Não consigo imaginar Cabo Frio, Angra dos Reis, Paraty e principalmente Petrópolis e Niterói, como algo fora do Rio de Janeiro. A não ser se o RJ se tornasse um país e fosse criado um Distrito Federal e dois estados internos a nação.

    Eu sou totalmente a favor do separatismo total. Caso não se separar totalmente, poderia haver outras duas possibilidades:
    1) Criação de estados independentes por confederação, assim como é a California.
    2) Independência financeira e cultural, assim como Hong Kong e Taiwan

    ResponderExcluir
  11. Oi Rafael,

    Não compreendi como você denomina o funcionamento da Califórnia.
    Nos casos que você citou, Hong Kong realmente é diferenciado da China, mas isso porque foi uma colônia inglesa que passou para o governo chinês. Ela é capitalista, porém a China assinou um documento se comprometendo em não interferir em aspectos econômicos de Hong Kong por 50 anos. O caso de Taiwan nem precisava ser mencionado pois Taiwan é uma república democrática que possui laços históricos com a China, eram a mesma nação, porém são diferentes países desde a revolução de Mao Tse Tung.

    ResponderExcluir
  12. O Rio de Janeiro sozinho seria um país de primeiro mundo, enquanto que se continuar amarrado ao Brasil vai continuar sendo só um estadozinho remediado.
    Marcos

    ResponderExcluir
  13. Olá Bill, o exemplo da California ao qual eu citei é o exemplo geral dos EUA, que são estados (unidades federativas) que se uniram, mas que possuem certa autonomia em relação ao Governo Federal, diferente do Brasil que não usa o sistema de confederação. Caso o Rio de Janeiro seguisse esse método, o Rio faria parte da federação, mas suas leis, projetos, política e economia seria autonoma em relação a República Federativa.

    De qualquer forma eu apoio o sistema de Hong Kong ou o total separatismo (como Taiwan e o Uruguai)

    ResponderExcluir
  14. O separatismo só ocorre quando há motivos etnicos, religiosos e territoriais, algo que não temos em nenhum estado brasileiro, jã que todos tem uma mesma origem, língua e etc.
    O resto é balela, como tivemos há alguns anos, o movimento separatista, O Sul é o meu País, PR-SC-RS.
    O que falta é uma melhor administração por parte dos governantes, e a sua população escolher melhor àqueles que irão administrar.

    ResponderExcluir
  15. Separatismo do Rio... vocês que me perdoem, mas isso só pode ser brincadeira!
    Eu sou carioca como vocês, mas acima de tudo, BRASILEIRO, e sou 1000% contra essa ideia de independência.
    Não compro essa ideia que os cariocas são uma "raça superior", "que são autossuficientes", porque se fossem, não recorreriam a tantos escravos e índios trabalhando para a elite carioca no passado, e nem nordestinos no presente.
    Um grande país não se faz apenas por tamanho, ou mesmo riquezas naturais. Um grande país se faz com um GRANDE POVO, e, num país com um povo desunido e egoísta, não há como progredir. Quando eu me refiro à desunião, não me refiro apenas aos brasileiros. Eu também me refiro ao povo fluminense e, principalmente, os fluminenses da capital.
    Para início de conversa, se houvesse o país Rio de Janeiro, eu aposto que haveria novas propostas separatistas. A Zona Sul não iria querer "dividir riquezas" com a Baixada, Subúrbio, interior, e por aí vai. Tenho minhas dúvidas se Campos e Macaé dividiriam Royalties do petróleo da nova pátria com as cidades da região serrana. Aliás, como sempre, esses ideais separatistas (tanto no RJ quanto no resto do país) sempre partem da elite... estranho, não? Veja bem: nosso estado já tem os Royalties há mais de 20 anos. Mas cadê os investimentos na área SOCIAL, nas áreas pobres, no subúrbio, na baixada? Cadê os investimentos para socorrer as vítimas das enchentes do ano passado e desse ano? Que por sinal, fizeram o nosso "presidente" Cabral (para variar) pedir verbas e donativos aos "países vizinhos"?
    "Ah, o RJ é autossuficiente porque tem um PIB muito alto, é maior que o Chile e a Venezuela". Calma aí, né? Se o RJ tivesse o PIB dos EUA ou do Japão eu até concordaria. Aliás, sinceramente, com a nossa BRUTAL concentração de renda, eu nem sei se isso faria tanto efeito.
    Enfim, não vejo MESMO um motivo sério para a separação do RJ do Brasil. Aliás, de NENHUM estado. No máximo, TALVEZ admitiria uma exceção pro RS, por questões culturais. Mesmo assim, essa diferença não é nada, se comparada a outros países. Por exemplo: País Basco, Ex-Iugoslávia, Ex-URSS, Província de Quebec, Curdistão, Palestina, etc.
    Não defendo guerras ou terrorismo, como houve nos casos acima. Mas vejam que, nesses casos, há diferenças PROFUNDAS entre os povos. Entendem? São culturas diferentes, idiomas diferentes, religiões diferentes, etnias diferentes, colônias de países distintos. Muito diferente do Brasil, onde, por MUITO menos, há ideais separatistas....

    ResponderExcluir
  16. SOU TOTALMENTE A FAVOR..SEM O RIO METADE DAS FAVELAS DO BRASIL ACABARIAM E DA CRIMINALIDADE TAMBEM..FLORIPA SERIA NOSSO CARTÃO POSTAL BEM MAIS LINDO E MENOS DECADENTE..SEM A BAIXADA FLUMINENSE O BRASIL FICARIA BEM MAIS BELO..APOIADO!!

    ResponderExcluir
  17. OUTRA COISA BOA É QUE A GLOBOSTA IA PASSAR SÓ AÍ E NÃO CONTAMINARIA O RESTO DO PAÍS..E O FUNK IDEM..ISSO SERIA UM SONHO..NÃO TERIAMOS QUE VER AQUELE CARNAVAL ARTIFICIAL PRA INGLES VER TODO ANO..PARECE O PARAÍSO..OUTROS FORA DO RIO PODEM ASSINAR A PETIÇÃO TAMBEM?

    ResponderExcluir
  18. SEM MARINHOS, SEM MACEDOS, SEM EIKES, SEM FERNADINHO BEIRA-MAR, SEM O SOTAQUE DE VC´S, SEM A MULHER JACA CANTANDO VC QUER, SEM O MC CREU, SEM O MC SERGINHO..

    NÃO PODE SEPARAR SÓ O RIO E A BAIXADA?

    O RESTO DO ESTADO ATÉ QUE DA PRA TOLERAR..

    ResponderExcluir
  19. Caro anônimo, eu nunca li tanta palhaçada... A Globo passa em países fora do Brasil, passaria em qualquer lugar, mesmo se o Rio se separasse do país, até porque a Globo funciona por sistema de afiliadas, que são espalhadas em Santa Catarina e no resto do Brasil.

    Segundo ponto: A minoria do Rio é favela, existem cidades menores que o Rio de Janeiro que existem muito mais favelas do que aqui. Qualquer bom estudante em todo o Brasil sabe que 95% dos moradores de favela não são cariocas (Eu aprendi isso no Ensino Fundamental quando eu estudava em um colégio no Rio Grande do Sul por professores gaúchos). Sem contar que há favelas no RJ que são mais estruturadas que bairros de outras cidades brasileiras, inclusive a dos chamados “estados ricos”, já que há asfalto, esgoto, luz e telefone na maior parte das favelas daqui.

    Qualquer americano sabe que MPB e BOSSA NOVA são os ritmos cariocas (imagina então os brasileiros). O Rock in Rio é carioca. Funk é ritmo da baixada fluminense e da baixada santista, escutado por sua maior parte por pessoas de baixa renda e que mesmo assim já não tem a mesma força aqui no sudeste, enquanto isso há um crescimento do mesmo no sul do país, por exemplo.

    Melhor ter um carnaval de grande orgulho e arte para inglês ver (e brasileiros prestigiarem), do que ter guetos de suor e axé.

    O Rio é o que mais presta no Brasil. Toda a força, economia e beleza que são refletidas no país acontecem graças ao Rio de Janeiro. Se não fosse por nós, vocês seriam um Suriname do Sul, ou um Moçambique da América Latina. Mas graças ao Rio, outros pontos positivos do Brasil começaram a ser vistos no exterior, como as belezas do sul e do resto do Brasil. Fato que as melhores escolas são do RJ e a melhor escola de economia do país é carioca. Além das mulheres mais bonitas, pontos turísticos mais bonitos, etc.

    Você não deve ser um catarinense, porque um catarinense costuma ser mais inteligente em questões básicas como essas.

    Estuda um pouco mais antes de falar que metade de favelas fica em um estado que é responsável pelas riquezas do país e vive o oitavo homem mais rico do mundo. Porque só um retardado intelectual falaria uma coisa dessas. Ou alguém que é tão invejoso que a inveja fala mais alto.

    Aos demais leitores: Não estou falando que nada presta nesse país. O Brasil tem um grande potencial não investido em diversas metrópoles e há cidades muito bonitas no Nordeste e principalmente sul do país. Eu por exemplo passei maior parte da minha vida no Rio Grande do Sul e tenho orgulho disso, local que eu fiz grandes amigos e fui muito bem recebido ao dizer que era carioca. Mas não há dúvidas que o Rio é a cidade espelho desse país e o Rio apóia que esse grande espelho possa também “iluminar” outras cidades que já nasceram grandes, como Curitiba, Belo Horizonte, Porto Alegre, entre outras. Mas se for para fazermos tudo por esse país e existir um governo federal que atrasa o Rio, melhor é se separar mesmo.

    ResponderExcluir
  20. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  21. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  22. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  23. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  24. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  25. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  26. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  27. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  28. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  29. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  30. SE VC´S PROMETEREM QUE VÃO MANTER ESSES TIPOS JA CITADOS SÓ AÍ DENTRO SEM CONTAMINAR O RESTO DO PAÍS O ACORDO ESTÁ FEITO/SELADO..HEHE

    ResponderExcluir
  31. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  32. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  33. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  34. Eu nunca li tamanha ignorância. Desde quando o pré-sal fluminense está em São Paulo? Só isso tira a credibilidade do restante dito. Não estou aqui para ter xenofobia por nenhuma cidade. Se você tem inveja do Rio de Janeiro e quer inventar mentiras, não posso fazer nada, só não vou deixar esse blog virar guerra entre estados. Passar um bom final do ano. Outra: Se você lesse jornais de todo o canto do Brasil confirmam que o RJ é o segundo estado que menos recebe recursos do Governo Federal, então estuda um pouco antes de falar "asneiras".

    ResponderExcluir
  35. Sobre a questão da violência, você está muito por fora do relatório da violência no país, cidades catarinenses, paranaenses e até Brasília são mais violentas que o Rio de Janeiro. Para de inveja e vá estudar, quem sabe o seu estado um dia tenha as melhores escolas do Brasil segundo o ENEM.

    ResponderExcluir
  36. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  37. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  38. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  39. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  40. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  41. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  42. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  43. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  44. Cara! Se você odeia o Rio de Janeiro por questões de inveja por termos capacidade para Olimpíada enquanto a tua cidade não tem capacidade para jogos da copa do mundo, guarda a tua opinião pra você. Eu dei dados das maiores redes de jornalismo e pesquisas do mundo que colocam o Rio como uma cidade de primeiro mundo com economia fortemente planificada, enquanto você fala coisas que não há lógica, como a sua opinião contra uma emissora de TV.

    ResponderExcluir
  45. Ana Botafogo, villa lobos, Adolfo Lutz, Carlos Chargas, Chico Buarque, Bruno Campos, Fernanda Montenegro, FHC, Ivan Lins, Jo Soares, Machado de Assis, Noel Rosa,Oscar Niemeyer, Paulo Coelho, o imperador D. Pedro, Tom Jobim,Vinícius de Moraes,Walter Sales, Miguel Falabela, Rodrigo Santoro, Camila Morgado e muitos outros são cariocas, ou seja, os poucos brasileiros que conseguem fama no exterior. Então não adianta você insistir a sua discriminação por Regina Casé.

    Como eu disse, as melhorese escolas são do Rio de Janeiro, não adianta você falar besteiras, que eu nem estou lendo.

    Mas se você acha que seu estado é isso, guarde pra você, porque você está morrendo de inveja.

    ResponderExcluir
  46. Até porque você deve ter problemas mentais, eu uso como fontes dados oficiais dos maiores jornais do mundo, enquanto você fala o que você gostaria que fosse ou lendas criadas por quem tem inveja do Rio, como esses paulistas que tentam inventar que o Rio é a cidade mais violenta do BRasil, enquanto a ONU falou que SP é a cidade mais violenta do planeta.

    ResponderExcluir
  47. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  48. Caro anonimo, você é muito chato, sabia disso? Eu já falei que xenofobia é crime e já falei que esse blog nao se chama "Rivalidade entre estados", se é isso que você quer, procure o orkut que há comunidades sobre esse assunto, mas nao vou discutir com alguém que nem se quer é homem para se identificar e se esconde como anonimo, que só critica esse blog porque sabe que esse blog tem dados cientificos que provam que o Rio é tudo o contrário do que você quer provar.

    ResponderExcluir
  49. Moleque, vê se cresce... Se você não sentisse inveja do Rio, você não perderia mesmo o seu tempo lendo as noticias desse blog para falar coisas sem nexo e que estão contrárias a The Guardian, New York Times, Universidade de Chicago, Forbes, etc.

    Seus argumentos são muito pobres, você critica O GLOBO e disse que leu no G1 que os dados da queda da violência (confirmados até pela ONU) são falsificados.

    Você me disse que odeia o Rio e não tem inveja dos cariocas, mas perde o seu tempo votando como "ruim" qualquer noticia que fale bem do Rio.

    Você precisa se tratar com um bom psicologo, porque qualquer pessoa que não gosta de uma cidade, apenas se afasta. Mas se a pessoa sente a necessidade que todos saibam que esse lugar é ruim, então não é ódio, é inveja mesmo.

    Muitos brasileiros não gostam da Argentina, da mesma forma que eu não gosto de Cuba. Então nós apenas ignoramos esses locais. Se você está desesperado para que os outros mudem de opinião para que deixem de gostar do Rio para pensar que nem você, então você está se sentindo incomodado com a prêeminencia do Rio de Janeiro, obviamente inveja.

    Você pode mostrar que eu estou errado nessa análise da seguinte forma:

    1) Se você realmente está com inveja do RJ, continue criticando esse blog, sabendo que ninguém nesse blog vai levar você a sério e ainda vai ver você como louco.
    2) Ou melhor: Prove que você é homem e é determinado em sua convicção, odiando de verdade o Rio (e não apenas uma inveja), guardando todo o ódio e rancor dentro do seu coração (ou em uma comunidade especifica no or kut) e parando de pertubar a vida alheia com o seu "ponto de vista sobre os outros".

    Então? Se você não sente inveja, eu desejo um feliz 2012 pra você e que sua cidade continue a brilhar, então adeus.
    Mas se você sente inveja, então procure um psicologo para tratar inveja. Eu acredito que você não seja burro e tenha entendido a mensagem.

    OBS: Eu não estou falando que você está com inveja, mas você tem a honra de escolher se você é invejoso ou não.

    ResponderExcluir
  50. inveja de esgoto?é como invejar bangladesh..hahah..eu respondi na lata, mas o subsidio da censura ao lixo simian do rio é tipico da correctice..

    ResponderExcluir
  51. Concordo em número, gênero e grau! O Rio de Janeiro precisa se libertar do Brasil!

    ResponderExcluir
  52. so fala não vai mudar NADA demos que ir as ruas Independência ou NADA sera feito

    ResponderExcluir
  53. Meu nome é Felipe Vargas de Porto Alegre.

    Entendo colega sua revolta, mas justifico ela com o que voce nao justificou.

    Não aguentamos mais:
    - imunidade parlamentar;
    - deputados multiplicando seus salarios;
    - corrupção;
    - politicas de proteção ao corrupto;
    - Copa e Olim-píadas... que vão gastar bilhoes do nosso dinheiro com estruturas que serão ruinas após estes eventos enquanto poderiam aniquilar alguns problemas sociais por definitivo
    - Nao aguento mais PT ( filhos da P#T#)
    - Não aguento mais REDE GLOBO

    Concluo: Como Programador, a estrutura politica do brasil é pessima e nao funcional. Da um Ctrl+Alt+Del e recomeça do zero!

    ResponderExcluir
  54. Como o nosso bem vindo anônimo disse acima, realmente há muita coisa que você tem razão, como dizer que devemos começar do zero e um separtismo é ótimo para isso, mas eu acho ridículo as pessoas que criticam a globo, o problema não é a única emissora do país que é reconhecida no exterior e uma das maiores do mundo, e sim o poder concedido pelo governo a mesma, porém vemos fatos muito piores na Record que apronta as mesmas falhas e não possui ética e profissionalismo.

    As Olimpíadas é um fato isolado ao Rio, já que trouxe investimentos enormes a cidade e graças a esse evento, muitas novas empresas chegaram na cidade, gerando centenas de empregos e melhorando a visão da cidade no exterior, ou seja, haverá milhões em gastos, mas é um investimento positivo. É importante investir na saúde e educação, mas tais eventos também são importantes.

    Deveriamos criticar os gastos dos parlamentares, as viagens e o luxo dado a eles, as construções que as prefeituras fazem e destroem meses depois, o dinheiro da compra de votos, etc. Aí que está o dinheiro da educação e saúde.

    ResponderExcluir
  55. Concordo com o separatismo. Acho que o estado do Rio deve se separar do resto do Brasil sim. Acho também que o Sul + São Paulo também devem.
    E só pra esclarecer, pois li os posts no inicio: a capital cultural, financeira, turística e de qualquer outra coisa no Brasil é São Paulo. Se há um modelo a se seguir é desse estado, que sozinho responde por 42% da arrecadação da união e mais de 1/3 (34%) do PIB nacional.

    ResponderExcluir
  56. Nada contra São Paulo, mas há duas observações:
    - Os gaúchos prefeririam continuar junto ao Brasil a formar um novo país junto com São Paulo, não falo por discriminação e sim por algo histórico.
    - O Rio sempre foi a capital cultural (cinema, teatro, artes, etc), financeira (tanto que é a única a ter um selo de confiança financeira, ou seja, não é uma cidade que se garante apenas em capital estrangeiro e de impostos), turística (dispensa comentários), etc.

    ResponderExcluir
  57. Caros Rafael e Bill,

    Gostei muito de seus ideais e argumentos para o movimento de separação o Rio de Janeiro, também concordo que a economia fluminense é forte, mais do que suficiente para gerir uma nova nação. Contudo, creio que certos aspectos não foram incluídos e seriam vitais para que tal processo fosse realizado.

    Temos o petróleo e diversas indústrias, mas e o restante, como a agricultura e agropecuária que comparada ao restante do território nacional, são praticamente inexistentes.

    Acho que seria possível uma independência desse estado, mas não acredito que o Brasil, posteriormente, trata-se essa nova nação a ponto de incluí-la no Mercosul e negociar conosco como se nada tivesse acontecido.

    Outro ponto, com a descoberta do pré-sal, houve diversos investimentos na forças armadas, será que o Brasil aceitaria de bom grado perder umas das riquezas mais disputadas do mundo há ponto de mover guerras?

    E por fim, gostaria de saber dos senhores sobre o apoio internacional, como os dos EUA e da China, creio que pelo petróleo, não seria difícil chegar em tal acordo, mas contudo...

    Peço desculpas se exagerei nas questões, mas pelo que vi até agora, foram os únicos que tiverem comentários concretos e respaldados.

    Falar é fácil, a questão sempre foi a de provar.

    Uma boa noite!

    ResponderExcluir
  58. Maravilha, Maravilha!
    Eu estou à procura, há muito tempo, de Cariocas natos, assim como eu, inconformados com o país vizinho, conhecido como Brasil, por roubar, a nossa economia, as nossas riquezas, nossa cultura e identidade. Esses políticos de Brasília, encabeçados pelo idealizador da ideia de como roubar os Royalties do Petróleo do Rio, é o mesmo safado, calhorda e vagabundo, o senador ladrão e GAÚCHO(TINHA QUE SER) IBSEN PINHEIRO, que ficou nacionalmente conhecido como o Chefão dos 7 anões, no caso do roubo do orçamento. Portanto, precisamos organizar um plebiscito no RIO, só para CARIOCAS NATOS, no sentido de proclamarmos a nossa independência do resto do Brasil. Precisamos resgatar nossa identidade, há muito perdida e nos tornar um país livre rico e independente. Assim, nascerá a REPÚBLICA DO RIO DE JANEIRO. Um novo e brilhante país, livre do peso de levar nas costas essa pobreza desgraçada, que se chama BRASIL!

    ResponderExcluir
  59. Rapaz, não somos poucos não. Tenha a certeza de que esse sentimento cresce em cada esquina, em cada bairro.

    ResponderExcluir
  60. A Petrobrás possui profissionais do Brasil inteiro, quem descobriu o pré-sal foram os mineiros, gaúchos, baianos, sergipanos, paulistas, etc... o carioca nato tem ascendência mineira, carioca, portuguesa, árabe, indígena, africa... e o Rio só é o Rio porque está no Brasil. Durante o Brasil colônia quem sustentava o Brasil, Portugal e a Inglaterra eram os ouros e diamantes de Minas Gerais, e nem por isso, após a independência do Brasil, Minas se propôs a separar do Brasil...
    Darei um conselhos a vocês cariocas que pensam em movimentos separatistas "dignos de piada"... vão estudar um pouco mais de história, lêem casa-grande e senzala , os sertões, aprofundem um pouco mais em sociologia e vocês verão o quanto vocês são amadores... não saiam dizendo isso "separatismo" desembestadamente porque senão o Brasil irá rir de vocês; é ridículo, bobo !! Torpe !! infantil!!
    Obs: Moro no Rio de Janeiro, adoro o Rio... tenho grandes amigos cariocas muito amáveis; e fico feliz que o meu ciclo de amizades está envolto de pessoas interessantes, criativas e inteligentes que não pensam igual a você Rafael.
    Um abraço !!
    Ivan.

    ResponderExcluir
  61. Na realidade é só estudar um pouco para chegar a conclusão que o RJ está pior economicamente dentro do Brasil do que fora.

    O RJ é o RJ por causa da população local. Os problemas do RJ estão a esse ponto por causa do Brasil, qualquer livro de história deixa muito claro isso.

    ResponderExcluir
  62. Eu apoio o Rio ,pais independente.Só o petróleo e o turismo (veja Mônaco ) já sustentariam o pais.E sem o atraso mental de grande parte do"resto" do velho e carcomido Brasil .Quem viaja , sabe que no exterior "Brasil"significa "RIO".Eu já penso nisso faz tempo.Um pais sem Renans ,sem Sarneys ,sem essa gentalha que emporcalha qualquer lugar onde ,infelizmente,possam estar.

    ResponderExcluir
  63. https://www.facebook.com/republicadorio

    ResponderExcluir
  64. Temos que nos mobilizar e fazer passeatas exigindo um plebiscito para saber se continuamos presos a esse gigante morto chamado brasil ou formamos uma nova nação sem que os nossos recursos vão para brasília para bancar aqueles parasitas que se chamam senadores e deputados federais e a presidente da república. Vamos eleger uma pessoa aqui do rio para ser um nosso presidente.

    ResponderExcluir
  65. Só lembrando aos que alegam que um movimento separatista seria inconstitucional. Essa nova repartiçao dos royalties é inconstitucional, só abre mais um precedente, e agora é de conhecimento nacional de que a nossa constituiçao não serve nem pra limpar a bunda. Porra, ou faz direito ou não faz. Não existe meio gay, meio gravida, meio certo, ou é ou não é, temos que parar com essa merda de ficar em cima do muro, separa logo essa bosta e sejam todos felizes, estamos precisando de uma peleja boa para virarmos um país de verdade.

    ResponderExcluir
  66. A DITADURA DE 164 A 1974. O NOME RIO DE JANEIRO PERTENCE AO CARIOCA DESDE A SUA ORIGEM. ANTES DE COMEÇAR UM MOVIMENTO É PRECISO RESPEITAR A HISTÓRIA DO POVO CARIOCA E QUE VOCÊ FAÇAM O PLEBISCITO CONSTITUCIONAL ATÉ HOJE NÃO REALIZADO.
    NÃO ACEITAMOS E NÃO ACEITAREMOS SER CHAMADO PELO NOME QUE SE FAZ REPRESENTAR COMO OPOSITOR AO CARIOCA, PRODUTO DA IMPOSIÇÃO DA ELITE FEUDAL.

    LEGALIZE PRIMEIRO OD DOIS ESTADOS FUNDIDOS QUE VIVE SOB A ILEGALIDADE DIANTE DA FALTA DE UM PLEBISCITO. XÔ FLUMINENSE. EU SOU CARIOCA E ESSE OUTRO PERTENCE AO DITADURA E OS FILHOTES.

    ResponderExcluir
  67. A DITADURA DE 1964 A 1974. O NOME RIO DE JANEIRO PERTENCE AO CARIOCA DESDE A SUA ORIGEM. ANTES DE COMEÇAR UM MOVIMENTO É PRECISO RESPEITAR A HISTÓRIA DO POVO CARIOCA E QUE VOCÊS FAÇAM O PLEBISCITO CONSTITUCIONAL ATÉ HOJE NÃO REALIZADO.
    NÃO ACEITAMOS E NÃO ACEITAREMOS SER CHAMADO PELO NOME QUE SE FAZ REPRESENTAR COMO OPOSITOR AO CARIOCA, PRODUTO DA IMPOSIÇÃO DA ELITE FEUDAL.

    LEGALIZE PRIMEIRO OS DOIS ESTADOS FUNDIDOS QUE VIVEM SOB A ILEGALIDADE DIANTE DA FALTA DE UM PLEBISCITO. EU SOU CARIOCA E ESSE OUTRO PERTENCE À DITADURA E OS FILHOTES.

    ResponderExcluir
  68. RESPEITE O POVO CARIOCA.
    Se for um movimento Carioca aí tudo bem. Meu país é Carioca. Qualquer outro nome gentílico é uma violação a história e a cultura construída pelo Povo Carioca do Rio de Janeiro. O resto ou é coisa da elite feudal, ou de torcedor ou da ditadura ou parte comprometida que se coloca como inimiga do Carioca.

    República Federativa Carioca do Rio de Janeiro.
    EU SOU CARIOCA, QUALQUER OUTRO NOME JAMAIS.

    ResponderExcluir
  69. POVO CARIOCA.
    ANTES DE TUDO É PRECISO FAZER A REVISÃO DA FUSÃO DO RIO DE JANEIRO NOS GRAVES PREJUÍZOS ECONÔMICOS, CULTURAIS E PATRIMONIAIS PRATICADOS PELO REGIME DE EXCEÇÃO(DITADURA, QUANDO LEGALMENTE PODEREMOS DIZER O NOME GENTÍLICO E BANDEIRA.E, POR ORA O NOME NATURAL, CULTURAL, HISTÓRICO E DA PREFERÊNCIA POPULAR É O CARIOCA. LEMBRANDO QUE ATUAL BANDEIRA É DE 05-10-1965, DO GENERAL INTERVENTOR LIGADO A CLUBE DE FUTEBOL.
    VAMOS RETIFICAR, CORRIGIR, REFAZER OU APERFEIÇOAR ESSA FUSÃO INCONSTITUCIONAL, ILEGAL E MAL FEITA, A QUAL A UNIÃO TEM QUE EFETUAR UMA BRUTA DE UMA INDENIZAÇÃO AOS DOIS LADOS.
    O nosso País é o Carioca e sempre será.
    VEJAMOS A CARTA CARIOCA

    CARTA CARIOCA.
    O NOME RIO DE JANEIRO PERTENCE AO CARIOCA. CARIOCA PRIMEIRO GENTÍLICO DO PAÍS. PASSAMOS A SER CHAMADOS POR DÉCADAS E SÉCULOS NO TERRITÓRIO NACIONAL E NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. EM 1497 O MAIOR NAVEGADOR, O ITALIANO AMÉRICO VESPÚCIO, CONHECEDOR DA EXISTÊNCIA DAS TERRAS CARIOCAS ENTREGA PLANOS DE UMA VIAJEM À COROA PORTUGUESA, A QUAL É CHEFIADA POR GASPAR LEMOS. EM 1501, PRECISAMENTE EM 01 DE JANEIRO DE 1502 BATIZAM AS TERRAS CARIOCAS DE RIO DE JANEIRO. E, EM 1503 OS DESCOBRIDORES AO SUBIREM A MONTANHA PELOS FUTUROS BAIRROS FLAMENGO E SANTA TERESA, PELO ENTÃO RIO A SER DENOMINADO DE CARIOCA, CONSTROEM UMA BENFEITORIA QUE PASSAM A DENOMINÁ-LA DE CARIOCA (casa de branco) PARA IDENTIFICAR TODOS OS HABITANTES. Assim, nasce o nome gentílico do Rio de Janeiro pela vontade soberana da maior população da época a indígena. ASSIM, AINDA ASSIM, A MONARQUIA SEPAROU AS TERRAS (PROVÍNCIA) DE FORMA EQUIVOCADA E TAMBÉM DE FORMA CONFUSA, INCONSTITUCIONAL(constituições de 1946 e 1988) E SEM PLEBISCITO, A DITADURA CERTO OU ERRADO REUNIFICOU AS TERRAS CARIOCAS SEM PLEBISCITO. ASSIM, TODAS AS TERRAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SÃO CARIOCAS. O o gentílico opositor da arena é mais um atributo de aristocracia e clubístico, que guardam vínculos ao preconceito. NÃO FAÇA PARTE E NÃO PROPALE ESSE CRIME CULTURAL. A VOZ DO POVO É CARIOCA. LEMBREM-SE DA MAIORIA DOS NOMES DOS MUNICÍPIOS CARIOCAS, DAS CIDADES CARIOCAS, RIOS, LOCAIS, PRAIAS, BAIRROS CARIOCAS E NOMES DIVERSOS tais como; Carioca; Guanabara, Ipanema, Guaratiba, Tijuca, Paranapuã, Campos dos Goytacazes; Itaperuna; Cambuci, Itaocara; Nova iguaçu; Mangaratiba, Ibicuí, B. de Itabapoana, Macaé; Mangaratiba; Italva; Tanguá; japeri; Magé; Niterói; sepetiba; Itaguaí; Marica; etc ... . Nossos nomes frutos da força indígena. SEM O PLEBISCITO TODAS AS TERRAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SÃO CARIOCAS. Assim Somos Cariocas AÇÃO POPULAR CONTRA OS CÚMPLICES E A TIRANIA DA DITADURA E DITADORES.
    RESPEITE O POVO CARIOCA.

    SOMOS CARIOCAS

    ResponderExcluir
  70. Esse manifesto continua valendo?

    ResponderExcluir
  71. Com todo esse preconceito vai dar muito certo. Falar de separação no mínimo teria de ser repartido por região, no caso do RJ se separaria com ES e MG, acredito que as 3 regiões juntas conseguiria se estruturar, incluiria SP até por questões estratégias mas os irmãozinhos não gostam muito da gente então os deixemos pra lá. Agora sobre os irmãozinhos cariocas que não querem se misturar com os irmãozinhos fluminenses, tudo bem também, a capital e a zona sul poderia se separar, ficaríamos com o restante do estado (seria bem vindo o suburbio RJ) e mais ES e MG. Ah! Sou fluminense de Cabo Frio e minha terra ta uma porcaria de tanta violência por conta do prefeito e governador de merd@ que so beneficia a capital, e ainda jogou um monte de nabdido daí da capital para outras regiões do estado, como costa azul, costa verde, região serrana e até mesmo algumas cidade da baixada que eram relativamente tranquilas. Enfim, julgam tanto os irmãozinhos fluminenses sendo vocês cariocas o cancer do estado.

    ResponderExcluir

Clique aqui para deixar um comentário. Caso você não tiver uma conta Google, assine o seu nome abaixo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta o nosso site com o facebook e Google+