segunda-feira, 16 de maio de 2011

MEC dá adeus ao Rio de Janeiro

Ministério da Educação anuncia fim da sua representação no Rio de Janeiro

http://www.maxpressnet.com.br/e/iphan/8Palacio_Gustavo_Capanema_A.jpg

O Governo Federal anunciou que o MEC deixará de ter prédio-sede no Rio de Janeiro. O prédio do Remec, localizado Palácio Gustavo Capanema, será extinto, e os 108 funcionários serão remanejados em outras instituições da cidade já nessa semana.

Vale lembrar que o Rio de Janeiro é o estado que conta com as melhores escolas do Brasil, seja particular ou pública, segundo o ENEM dos últimos anos.

Segundo o Ministério da Educação, a decisão foi tomada porque não queria uma sede fora de Brasília, com a desculpa de diminuir os gastos do ministério e do mesmo governo que aprovou aumento do salário dos parlamentares e ministros. O prédio do MEC em São Paulo também será fechado.

A medida foi criticada por muitos educadores e especialistas em várias partes do país, já que essa atitude poderá desvalorizar e piorar a educação no Brasil, já que o prédio do Rio de Janeiro ajudava a melhorar os estudos na educação. O MEC garantiu que isso não influenciará a educação no estado do Rio de Janeiro.

Para a ex-secretária municipal de Educação, Regina Assis, a decisão evidencia a desvalorização da educação pública. “Para onde vai o dinheiro que querem economizar? É para aumentar o salário dos professores? Vão otimizar meios de comunicação para compensar a ausência? A representação agilizava processos, supervisionava políticas públicas, ajudava no repasse de verbas, na organização de eventos”, lista Regina.

Para Miriam Paura, professora da faculdade de Educação da UERJ, o prédio no Rio era complemento necessário:
“Nem sempre tenho condição de ir a Brasília resolver coisas. Aqui, já me ajudaram muito com dados para pesquisas”.
O prédio do MEC no Rio de Janeiro coordenava e desenvolvia projetos educacionais em parceria com estado, município e ONGs. Além de abrigar o setor de supervisão das universidades federais, arquivo, era responsável pelo recadastramento de inativos e pensionistas, plano de saúde e Recursos Humanos.


Os orgãos educacionais do Rio de Janeiro não se pronunciaram sobre o assunto. O MEC também não respondeu as críticas.

O prédio foi construído em 1945, desenhado por Oscar Niemeyer, Lúcio Costa e Le Corbusier, ficando famoso por ser a sede geral do Ministério da Educação e Cultura na era Vargas. No local também há um jardim suspenso de Burle Max e os painéis em azulejos de Cândido Portinari. O prédio agora não tem destino certo, mas há rumores que o prédio seja ocupado pelo Ministério dos Esportes, em função da Copa de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016, ideia até agora descartada pelo Governo Federal.

Semana passada, o Ministério da Cultura liberou R$ 6,6 milhões para restaurar o palácio. O prédio, considerado o primeiro grande edifício modernista do mundo, sofre com falta de manutenção elétrica, hidráulica, nos elevadores e nas obras de arte.

Texto escrito e postado por Rafael Oliveira, 16 de Maio de 2011
Foto: Palácio Gustavo Capanema

2 comentários:

  1. Vale lembrar que SÃO PAULO é o estado que conta com as melhores escolas do Brasil, seja particular ou pública, segundo o ENEM dos últimos anos.

    2009
    http://educacao.uol.com.br/ultnot/2010/07/19/enem-2009-por-escola-confira-lista-com-ranking-das-50-melhores-particulares-do-brasil.jhtm

    2010
    http://guiadoestudante.abril.com.br/vestibular/noticias/ranking-enem-2010-melhores-escolas-sudeste-579785.shtml

    ResponderExcluir
  2. Se você pegar uma lista aprofundada dos últimos anos, então verás que as escolas do Rio tem ficado no topo do ranking do ENEM. Porém até mesmo nessas listas, percebe-se que há um domínio nas escolares cariocas, fato ao qual que entre as 15 (ou 20) melhores, há uma maioria esmagadora de escolas do Rio de Janeiro

    ResponderExcluir

Clique aqui para deixar um comentário. Caso você não tiver uma conta Google, assine o seu nome abaixo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta o nosso site com o facebook e Google+