segunda-feira, 18 de abril de 2011

Prédios antigos é a nova moda no Rio de Janeiro

Reformar prédios antigos do Centro virou grande negócio no Rio de Janeiro

http://www.ancar.com.br/livesuite/shared_files/portf/na/na1.jpg

Uma proposta já idealizada nesse blog tem se tornado realidade nesse período de crescimento no Rio de Janeiro.

O Rio de Janeiro é uma cidade histórica, já que contou com os maiores eventos do país, foi a única monarquia das Américas, foi capital do Brasil por décadas, eterna capital política, maternal dos grandes poetas e artistas, a única cidade que já foi cidade-estado do Brasil, entre outros. Não tem como negar que o Rio é uma cidade de histórias, mas também de futuro promissor. Porém tanta história, as vezes, deixa marcas na cidade, já que nem todos os prédios e palacetes são usados, e muitos deles são abandonados, ou não tem o devido valor. Esse Blog já idealizou que a iniciativa privada comprasse esses prédios, casarões, fazendas e palacetes históricos, existentes em toda a cidade, seja a zona sul, seja no Centro do Rio, seja na Zona Norte e até mesmo na Zona Oeste. E investissem, sem retirar os seus traços.

A Fábrica Bangu é um grande exemplo, na zona oeste, de um local histórico e símbolo do bairro homônio e que se tornou centro de lazer e negócios em toda a Zona Oeste. O local onde também é o atual Shopping Nova América também teve o mesmo destino, todos esses sem demolir o espaço, mas modernizando-o, sendo um local tanto de lazer como histórico. Eu poderia escrever um livro aqui citando outros exemplos, e também citando alguns locais que poderiam ser usados para criação de bares, restaurantes, shoppings, casas de festas, museus, hotéis, entre outros. Também poderia esses lugares serem usados para sede de empresas, lojas ou salão de festas, tudo depende do tamanho do local e da criatividade do proprietário.

O Jornal do Brasil destacou hoje que o estado do Rio de Janeiro deve receber R$ 213,8 bilhões em investimentos até 2020. Muitas empresas internacionais querem montar suas sedes no Rio de Janeiro, mas esbarram em um pequeno problema: A falta de espaço, principalmente no coração financeiro da cidade - O centro do Rio de Janeiro. O Jornal destacou então que muitas dessas empresas já possuem uma ideia para superar esse problema: Adaptar prédios antigos para as novas exigências do mercado, ou seja, retrofit.

Essas empresas estão modernizando construções antigas, até mesmo abandonadas. Isso vai desde a otimização do espaço até a adaptação de estruturas ultrapassadas para a instalação de equipamentos de última geração.

– Transformamos edifícios antigos em prédios de escritório com padrão classe A. A forma de trabalho das empresas hoje é muito diferente de quando esses prédios foram construídos, décadas atrás – explica Ronald Ansbach.

Essa proposta também aconteceu em cidades da Europa, incluindo Amsterdã, Zurique, Londres e Paris, e tem sido sucesso, alguns que até mesmo trouxeram glamour a bairros abandonados, assim como a Zona Portuária do Rio de Janeiro. Isso faz bem tanto para a história da cidade, como para o futuro, além de ser uma arma contra o caos urbanos, além de ajudar a valorizar a cidade.

Texto escrito e postado por Rafael Oliveira, 18 de Abril de 2011
Foto: Shopping Nova América

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique aqui para deixar um comentário. Caso você não tiver uma conta Google, assine o seu nome abaixo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta o nosso site com o facebook e Google+