sexta-feira, 8 de abril de 2011

Cidade da Música ganha últimos detalhes de mudança

Secretário municipal de Cultura diz que Cidade da Música ficará pronta em julho e terá o nome de "Cidade das Artes"

http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/7/73/Cidade_da_musica_city_of_music.jpg/300px-Cidade_da_musica_city_of_music.jpg

A Cidade da Música ganha novas noticias da secretaria municipal de Cultura. O secretário Emilio Kalil anuncia que a Cidade da Música vai se chamar Cidade das Artes e terá um soft opening - período de testes para artistas - a partir de setembro.

A obra já consumiu R$ 473 milhões. Cerca de 500 operários trabalham para entregá-la em julho. Porém a inauguração definitiva acontecerá até fevereiro de 2012, exatamente uma década depois do início da polêmica construção.

O arquiteto francês que construiu o espaço queria que o lugar fosse muito além da música. O desejo do arquiteto se tornará realidade, segundo a secretaria municipal de cultura.

O espaço já conta com dois teatros, um com 1.780 lugares e outro com 450, ]dez salas de ensaio, três cinemas, um restaurante e um espaço para exposições. O espaço será um tipo de Lincoln Center e tem o total apoio de Eduardo Paes.

O Lincoln Center se localiza em Upper West Side de Manhattan, coração artístico de Nova York, e é um complexo de edifícios que abriga 12 companhias de arte e que recebe 4,7 milhões de pessoas por ano. Ou seja, será um complexo cultural também similar ao arrondissement de Paris.

- Tudo vai depender da programação - defende o secretário. - Se tiver um show do Caetano Veloso, a casa lota. Aposto.

Kalil cita ainda outros exemplos de cidades que cresceram na direção de complexos culturais.

O espaço continuará sendo a sede da Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB), que enfrenta uma crise de repercussão internacional que opôs maestro e músicos.

- Nossa ideia é nivelar por cima a oferta musical de lá. Podemos levar parte de uma orquestra. Ela não precisa tocar Mahler. Pode tocar Pixinguinha. Mas é bom que vá. Quem sabe não fazemos "Pedro e o Lobo" (história infantil musicada do compositor russo Serguei Prokofiev)?

Outro espaço que poderá também ser um espaço cultural - porém mais barato - é o Imperator, no Meier que também já tem data: 20 de janeiro. O Imperator será um espaço multiuso. Terá sala de shows, de exposição e cinema.


Texto escrito e postado por Rafael Oliveira, 08 de Abril de 2011

Um comentário:

  1. A partir de julho, o abismo cultural que separa o Rio de Janeiro do resto do país ficará ainda maior!

    ResponderExcluir

Clique aqui para deixar um comentário. Caso você não tiver uma conta Google, assine o seu nome abaixo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta o nosso site com o facebook e Google+