segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Eike exalta o Rio de Janeiro do futuro para jornal britânico

Eike Batista diz que Rio de Janeiro será uma das cidades mais ricas e dinâmicas do mundo para o 'The Guardian'

http://macmagazine.com.br/wp-content/uploads/2010/11/11-eikebatista.jpg

Eike Batista diz que Rio de Janeiro será uma das cidades mais ricas e dinâmicas do mundo. A declaração foi no The Guardian

O Rio de Janeiro está crescendo. Não apenas no turismo, mas também financeiramente, fato que nos últimos tempos apareceu em vários rankings econômicos, incluindo no TOP 10 do London School of Economic.

O Rio de Janeiro também aparece como a cidade com a melhor infraestrutura do país, segundo a revista paulista EXAME, e muitos jornais tem afirmado que o Rio é uma das cidades que mais tem crescido no mundo. Porém se depender de Eike Batista, isso tudo é pouco comparado ao potencial do Rio de Janeiro.

Eike Batista, o homem mais rico do Brasil e um dos mais ricos do mundo, afirmou que tem como objetivo transformar o Rio de Janeiro em "um dos lugares mais dinâmicos e ricos do mundo", segundo afirma em uma entrevista publicada nesta segunda-feira no jornal britânico "The Guardian".

Eike, dono de uma empresa carioca (EBX), também anseia ser o homem mais rico do mundo. Atualmente ele aparece em 8° lugar na lista da revista Forbes.

O dono da EBX pretende investir R$ 34 bilhões na Cidade Maravilhosa nos próximos dois anos, construindo portos, fábricas e procurando petróleo.
"Se eu olhar para o Rio daqui a 10, 15 anos, será inacreditável" - afirmou Eike ao jornal inglês - "uma mistura de Califórnia, Nova York e Houston, combinando praias estonteantes com importância financeira e arquitetura ultramoderna".
Eike construirá também a "Cidade X", uma cidade digital supermoderna para cerca de 250 mil pessoas, erguida a partir do nada a cerca de 240 quilômetros do Rio de Janeiro.

O empresário também pretende limpar a Lagoa Rodrigo de Freitas, o estabelecimento de um cruzeiro de luxo para turistas, a recuperação da marina da cidade e a restauração do Hotel Glória.

O Guardian também lembra que Eike ajudou na pacificação das favelas da cidade e deixa bem claro que ele passa 90% do seu tempo no Brasil.

O Guardian comenta que a ascensão de Eike coincidiu com "grandes mudanças no Rio, com novas políticas de segurança, um incipiente boom de petróleo e a expectativa da Copa do Mundo e da Olimpíada jogando os aluguéis e os preços dos imóveis para os céus e atraindo uma onda de investimentos estrangeiros".

Texto escrito e postado por Rafael Oliveira, 27 de Dezembro de 2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique aqui para deixar um comentário. Caso você não tiver uma conta Google, assine o seu nome abaixo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta o nosso site com o facebook e Google+