domingo, 8 de agosto de 2010

Zona Norte e Zona Oeste a todo vapor

Zonas Norte e Oeste superam a Barra em volume de construções

foto

Que a Barra da Tijuca é o bairro mais moderno do Brasil, todos já sabem, da mesma forma que durante muito tempo o bairro carioca foi onde recebeu mais investimentos da Prefeitura e de Construtoras nos últimos tempos, pelo simples fato de ser um bairro do futuro.

Durante 20 anos a Barra liderou o licenciamento de empreendimentos imobiliários na cidade do Rio de Janeiro. A região onde será o epicentro das Olimpíadas de 2016 continua crescendo a todo vapor, mas esse ano deixa de ser o líder dos projetos imobiliários da melhor cidade do Brasil. O novo centro dos investimentos agora é a Zona Norte e a grande Zona Oeste. Os dados são da Secretaria municipal de Urbanismo (SMU).

Um dos motivos para tal mudança é o boom de construção de muitas residências nos diversos bairros da Zona Norte e em Bangu, Santa Cruz, Campo Grande e Realengo, principalmente pelo programa Minha Casa, Minha vida. O líder atual é a Zona Oeste com 4.263 unidades licenciadas. A Zona Norte aparece em seguida, com 3.196, e só depois vem a Barra, com 1.777.

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, comemorou, afirmando que é a grande oportunidade da Zona Norte voltar aos brilhos dos anos 90 e 80, quando a Tijuca era um dos bairros modelos da capital fluminense.

Texto escrito e postado por Rafael Oliveira, 08 de Agosto de 2010
Foto: Tijuca, Zona Norte do Rio de Janeiro

2 comentários:

  1. eu entendi a msg, mas a Barra faz parte da Zona Oeste rs

    ResponderExcluir
  2. Alguns estão criticando tal fato de Gabeira favorecer os estados não produtores, mas ele próprio afirmou isso. Eu também fiquei indignado ao ouvir isso.

    E sobre o fato da liberação das drogas eu sou expressamente contra, principalmente sem um plano de controle ao consumo. Haveria por acaso um tipo de "Lei Seca", entre outros, para tal liberação?

    Da mesma forma do tal rapaz que quase matou aos pais por seu vício com a cocaína. O que o motivou a isso não foi a proibição, mas o fato que graças ao acesso a droga, ele se "transformou descontroladamente" nesse indivíduo devido os problemas mentais da cocaína. Simplesmente liberar as drogas comparando-o ao cigarro seria pior do que os próprios traficantes, seria vantagem apenas aos dependentes.

    ResponderExcluir

Clique aqui para deixar um comentário. Caso você não tiver uma conta Google, assine o seu nome abaixo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta o nosso site com o facebook e Google+