quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Análise de Cabral e Gabeira

Sérgio Cabral construiu apenas uma escola por ano no Estado e Gabeira...

http://www.jblog.com.br/media/24/20100118-cabral_gabeira.jpg

Eu sei... Eu sei que as Eleições 2010 para Governador no Estado do Rio de Janeiro está deprimente. O estado mais famoso do Brasil e um dos mais populosos contará apenas com dois candidatos para o cargo-chefe do Palácio Guanabara, para piorar ainda não há grandes candidatos.

De um lado há o Cabral que todos já conhecem, e do outro está Gabeira, candidato mineiro que é a favor da divisão dos royalties do petróleo e pré sal (Maior renda do Estado do Rio de Janeiro), benificiando assim o estado de Minas Gerais. Nessas eleições o eleitor escolherá aquele que é o menos pior, já que os brasileiros não dão valor ao voto nulo. Sem contar que Gabeira é a favor da liberação das drogas, entre outras propostas, e tem problemas com o Governo dos EUA após sequestrar o embaixador durante a Ditadura, sendo isso péssimo para uma cidade que sediará as Olimpíadas e a Copa do Mundo durante tal gestão.

Durante esses últimos anos, o Governo Cabral pode ser resumido como: A favelização no interior do Estado (e na capital) tem crescido, problemas relacionadas as chuvas nas encostas, meio ambiente, qualidade dos hospitais cada vez pior, baixo salário dos policiais, dívida com a união, entre outros problemas. Mas o maior de todos foi a queda da qualidade das escolas estaduais em todo Estado.

Adivinha quantos colégios da rede estadual foram construídos durante a Era Cabral? Quatro escolas. Quase uma por ano em todo o Estado do Rio de Janeiro. E olha que Cabral promete construir 50 novas escolas se for reeleito.

Enquanto isso as demais escolas estaduais não receberam quase qualquer incentivo e melhoria. Afinal, alguém devem ter esquecido de ensinar a Cabral que a Educação é o futuro de uma nação, ou ele realmente quer um eleitorado burro para não enxergar suas trapaças.

Boas Eleições...

Texto escrito e postado por Rafael Oliveira, 04 de Agosto de 2010

8 comentários:

  1. Sempre lembrando, e em boa hora, que esta é a sua opiniao. Opiniao esta que parece nao ser compartilhada pelos quase 60% da populacao votante que, ao que tudo indica, reelegerao Cabral no primeiro turno [vide ultima pesquisa IBOPE].

    Para mim, particularmente, o governo Cabral significou, significa e significará (nos proximos 4 anos) menos favelas, mais PACs, menos impostos para a producao [industria,servicos e agropecuaria), mais empregos, reativacao de estaleiros, expansao dos projetos Rio Rural, Rio Genetica, Frutificar, Prosperar, Florescer, Multiplicar, dobrando a producao de leite no estado e aumentando a participacao agropecuaria no PIB Fluminense. Imposto zero para agricultura e agropecuaria [ que ja estao revertendo o esvaziamento agropepecuario e o atraso do Estado do Rio no setor[ com certeza mais fluminenses deixarao de migrar para a capital a medio/longo prazo], reforma e expansao das estacoes de trens e metro, construcao de casas populares (que ha mais de 30 anos nao se construia no Estado), BRTs, Bilhoes a serem investidos na Copa e nas Olimpiadas, viabilizacao de grandes empreendimentos [ Porto do Açu [atraçao de 2 siderurgicas, cimenteiras, montadoras e etc], Porto do Sudeste, reativacao dos estaleiros Ishibras, Caneco, Polo naval de Marica [olha os gregos chegando para construir mais um estaleiro no Estado], Polo Logistica e industrial de Barra do Furado, articulacao politica para viabilizacao da revitalizacao da zona porturaria da Cidade do Rio de Janeiro junto ao Presidente e ao Prefeito [fim da guerra Brasilia-Estado-Prefeitura que sempre trabalhou contra o Rio], UPPs, que estao reduzindo draticamente os indices de violencia na cidade do Rio de Janeiro [vide o ultimo informe do ISP], etc e tal e, finalmente, o fim do esvaziamento economico do Estado do Rio. O Rio ruma em direcao aos 16%-18% de participacao no PIB Brasil ate 2018. Como se ve, a minha opiniao sobre o governo Cabral é totalmente diferente da sua. Eu faço parte dos quase 60% que votarao no Cabral no primeiro turno. Quanto ao Gabeira... que Volte para Minas que é o lugar dele e libere aquela cadeira que ele ocupa no Congresso para um fluminense sentar e fazer alguma coisa que preste a favor do nosso Estado. Esses anos todos sentado la, Gabeira nao fez ou propos nada que interessasse ao nosso Estado. Na semana do roubo dos royalties de petroleo estava no Rio fazendo politicagem barata ao invez de estar em Brasilia votando a nosso favor. Volta para Minas Gabeira!

    ResponderExcluir
  2. Esqueceram de mencionar que o governo Cabral tambem reduziu o ICMS cobrado nas cidades do interior do Estado do Rio, que nao possuiam tradicao industrial, de 18% para 2% atraindo, desta maneira, diversos investimentos industriais e, consequentemente, gerando milhares de empregos e, de quebra, ajudando a fixar o homem no campo, diminuindo a pressao migratoria sobre a Cidade do Rio de Janeiro e regiao metropolitana.

    ResponderExcluir
  3. Aonde que o Gabeira é a favor da distribuição dos Royalties ?

    ResponderExcluir
  4. Caro Anônimo acima, o próprio Gabeira afirmou que é a favor de tal distribuição para uma grande rede de noticias brasileiro quando ele afirmou que é a favor que seja distribuído e que ele criaria "algo" pra repor tal dinheiro.

    Além de na minha opinião ser impossível "algo" para repor tal dinheiro, seria mais vantagem o tal "algo" + os royalties.

    ResponderExcluir
  5. Pra ser sincero também fiquei surpreso ao ler isso, até porque eu apesar dos demais problemas acreditava que ele era uma opção melhor que Cabral, agora para mim os dois são farinhas do mesmo saco.

    ResponderExcluir
  6. O texto dá a entender que o Gabeira está concorrendo no Rio mas tentará favorecer... Minas Gerais! Putz. Qual o sentido disso?

    "Sem contar que Gabeira é a favor da liberação das drogas...". Eu também sou, e daí?

    ResponderExcluir
  7. Alguns estão criticando tal fato de Gabeira favorecer os estados não produtores, mas ele próprio afirmou isso. Eu também fiquei indignado ao ouvir isso.

    E sobre o fato da liberação das drogas eu sou expressamente contra, principalmente sem um plano de controle ao consumo. Haveria por acaso um tipo de "Lei Seca", entre outros para tal liberação?

    Da mesma forma do tal rapaz que quase matou aos pais por seu vício com a cocaína. O que o motivou a isso não foi a proibição, mas o fato que graças ao acesso a droga, ele se "transformou descontroladamente" nesse indivíduo devido os problemas neurológicos e piscologicos da cocaína. Simplesmente liberar as drogas comparando-o ao cigarro seria pior do que os próprios traficantes, seria vantagem apenas aos dependentes.

    ResponderExcluir
  8. Sem contar que Gabeira é a favor em transformar algumas praias turísticas da cidade em praias de nudismo. Ele quer legalizar a prostituição, acabar com os circos, acabar com o turismo das Ilhas Cagarras e dificultar a construção de prédios no Rio de Janeiro, desacelerando assim a modernização do Rio de Janeiro.

    Gabeira também já afirmou ser a favor da expulsão de empresas estrangeiras do Brasil. Mas parece que está nem aí com os futuros desempregados e o impacto da economia no Estado.

    Cabral também está longe de ser santo e se duvidar é até pior, mas alguns querem criticar a Cabral e se prender a Gabeira sem estudar realmente sobre ele.

    Devemos analisar os dois candidatos, mas de qualquer forma eu vejo que os dois não são excelentes escolhas, isso é fato!

    ResponderExcluir

Clique aqui para deixar um comentário. Caso você não tiver uma conta Google, assine o seu nome abaixo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta o nosso site com o facebook e Google+