domingo, 6 de junho de 2010

Rio continua sendo uma "Capital Portuguesa" do Brasil

Rio de Janeiro abriga a maior quantidade de imigrantes portugueses do Brasil

http://www.marcillio.com/rio/centro/arb/cerbecof.jpg

O livro "De pai para filho — Imigrantes portugueses no Rio de Janeiro" será publicado na próxima quinta-feira e o enredo principal deste livro é sobre a identidade do carioca, tanto na alma de seu povo, como nas marcas pela cidade. Célebre frase do livro seria: "Cariocas, mas de alma portuguesa, com certeza".

O Rio de Janeiro é uma das cidades que mais recebeu influência dos europeus na América Latina, fato que muitos dos seus descendentes possuem o sangue da pátria mãe, Portugal. Mas apenas de Portugal, o Rio recebeu mais de 1,8 milhão de portugueses em cinco séculos de imigração. E tais imigrantes marcaram muitas características da nossa cidade.

Hoje, vivem 510 mil portugueses em todo o Brasil, tornando-se o maior grupo de imigrantes do país (seguidos por japoneses e depois italianos), mas 82 mil destes portugueses estão no Rio. Além que o Rio de Janeiro é a cidade com maior número de portugueses fora de Portugal.

E a presença destes portugueses se refletiram na cidade, desde caixeiros viajantes até donos de grandes redes de supermercado. Sem contar que até hoje, muitas padarias e cafés da cidade tem um toque de algum nascido em Portugal. Desde pequenos botequins e até fábricas, como a Confeitaria Colombo, Casa Cruz, Casa Granado e até mesmo os biscoitos O Globo.

O livro será publicado no Palácio São Clemente, Botafogo, custando R$ 85,00 nas livrarias de todo o país, e contará também sobre a história de outros povos que se instalaram no Rio, como os Árabes e os Judeus, que também tem grande preferência pela capital fluminense.

Os portugueses também marcaram sua presença na cidade com a fundação do Clube de Regatas Vasco da Gama, famoso em todo o Brasil. Além de algumas rádios e pequenas revistas espalhadas pelas bancas da cidade.

A Santa Casa, no Morro do Castelo, também é outra herança de portugueses que chegaram na cidade. Sem contar as muitas praças na Zona Norte e Centro da Cidade, de cariocas que homenageavam os portugueses no Rio. Através de uma colaboração que fez história no país.

E vale lembrar também das Calçadas de Copacabana, o maior mosaico do mundo, foi baseado no desenho ondulado criado em Lisboa no século 19.

Em outras palavras, este livro fala que o Rio é muito mais que uma comunidade portuguesa no Brasil, mas o Rio é nada mais do que filho desta grande nação européia (filhos quase irmãos), onde a história de ambos os povos se misturam, já que muitos dos seus moradores - os cariocas - tem sangue português, mesmo muitos sem saber.

Texto escrito e postado por Rafael Oliveira, 6 de Junho de 2010
Foto: Confeitaria Colombo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique aqui para deixar um comentário. Caso você não tiver uma conta Google, assine o seu nome abaixo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta o nosso site com o facebook e Google+