segunda-feira, 21 de junho de 2010

Menos chances para Sâo Paulo em 2014

Governo Paulista não dará dinheiro para que a Copa de 2014 aconteça em São Paulo

http://farm3.static.flickr.com/2448/3588974339_25b8b9ec42.jpg

Os fatos se complicam cada vez mais para a Cidade de São Paulo. Cidade que que anseia em sediar a Copa do Mundo de 2014 que acontecerá em diversas Cidades do Brasil.

O governo do estado de São Paulo e a prefeitura de São Paulo descartaram o uso de dinheiro público para a construção de um novo estádio para substituir o Morumbi, excluído pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), do projeto da Copa do Mundo de 2014.

Oficialmente o Morumbi, melhor estádio de São Paulo, não sediará o Mundial de 2014 devido a conflitos de julgamento de capacidade da capital paulista em relação ao Estádio paulistano. Agora o próprio governo de São Paulo confirmou que não investirá um único centavo para a Cidade sediar os Jogos.

Os jogos seriam um grande momento para São Paulo ganhar uma boa visão no exterior e até para a economia da cidade ser planificada e ter menos dependências externas. Assim como acontecerá com as demais cidades brasileiras e assim como aconteceu na África do Sul. Só para ter ideia: Como o mundo via a África do Sul antes e como vê agora com seus modernos estádios e espaço preparado para receber o Planeta em Pretória, Cidade do Cabo e Joanesburgo? Imagina agora como será com as cidades de um dos 10 países com maior PIB e crescimento financeiro do mundo?

Para São Paulo ainda sediar a Copa de 2014 será necessário que a Cidade construa um novo e moderno estádio de acordo com as exigências da FIFA. E com o pouco apoio das empresas privadas e o nenhum apoio do Governo Estadual e Municipal, a situação se complica mais.

Uma nova reunião entre o Comitê da Cidade de São Paulo e o COL deve ocorrer em breve para analisar alternativas que permitam fazer da capital paulista uma das sedes da Copa de 2014. Agora é esperar que São Paulo consiga fazer parte destas cidades-sedes que não mexerá apenas com o Orgulho de uma cidade, mas também com melhorias sociais a população que tanto merece da cidade mais populosa do Brasil.

Texto escrito e postado por Rafael Oliveira, 21 de Junho de 2010

4 comentários:

  1. Olá Rafael, sou leitor do seu blog de tudo que acontece no Rio e vou descordar de uma coisinha que vc postou no texto sobre as chances de São Paulo não sediar a Copa, São Paulo não tem o dobro de tamanho do Rio de Janeiro, se falando de capital.
    A cidade de SP tem 1.522,986 Km² e a cidade do Rio tem 1.205,800 km², OK.

    ResponderExcluir
  2. Eu levei em consideração a população do Estado

    ResponderExcluir
  3. Eu acho que cidade de São Paulo perdeu o titulo de "queridinha" do Brasil, era uma das cidades brasileiras que mais recebiam investimentos, isso tá mudando... !!!

    ResponderExcluir
  4. Com certeza ao anônimo acima que não citou o nome.

    São Paulo durante muito tempo foi a "queridinha" do Governo Federal. Ela recebia todos os investimentos e muitos projetos de outros estados, até mesmo a industrialização vinda do Governo era focada apenas lá, fato que tiraram até a Bolsa de Valores do Rio de Janeiro para mimar tal cidade.

    O nordeste ficou sem investimentos e industrialização durante esse tempo, porque os olhos do governo era apenas SP. Não vou aqui debater o porquê disso. Tanto que até hoje tal "cidade" ainda é fã de Fernando Henrique e PSDB, mesmo sabendo todo o mal que trouxe ao restante do Brasil.

    Durante esse tempo o Rio, Minas e o sul só não quebraram porque conseguiam correr atrás de seus próprios recursos, incluindo graves problemas urbanos em SP.

    Durante o governo Lula, não houve tanto esse negócio de "queridinha do país", o foco foi o nordeste. No Rio e SP o foco foi mais o combate a pobreza através de projetos não tão eficientes. O PAC do RJ mesmo foi o segundo mais atrasado, mesmo sendo o mais divulgado pela Dilma. Com isso SP deixou o posto de estar de salto-alto do Governo Federal. Ao outro lado, o Rio ganhou mais imagem através dos nossos eventos e da própria Prefeitura.

    Mas em questões internacionais, o Rio de Janeiro sempre foi a cidade espelho do Brasil, mesmo sem apoio federal, mesmo com todas as forças federais agindo tão negativamente durante essas décadas no nosso estado, como com a questão dos royalties.

    Mas não será isso que apagará o potencial de SP que será em breve uma das cinco cidades mais populosas do mundo. E todos sabem que quanto mais pessoas, mais impostos, logo mais PIB.

    ResponderExcluir

Clique aqui para deixar um comentário. Caso você não tiver uma conta Google, assine o seu nome abaixo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta o nosso site com o facebook e Google+