terça-feira, 25 de maio de 2010

Cenas de "Velozes e Furiosos" no Rio de Janeiro

Anunciado os locais das futuras cenas de "Velozes e Furiosos 5" no Rio de Janeiro

http://assets.nydailynews.com/img/2009/04/03/alg_fast_furious.jpg

Enquanto o Brasil insiste em fazer filmes relacionados a favelas, prostituição e violência, degradando a imagem da Cidade Maravilhosa. Os filmes e Seriados internacionais glorificam o Rio de Janeiro. Fazendo o efeito contrário tanto ao Rio como ao Brasil. Colocando o Rio como uma das cidades de glamour no mundo inteiro.

Nos últimos meses, o Rio foi invadido por ETs que selecionaram apenas as principais cidades do mundo ("V"), foi destruído por catástrofes naturais junto com Nova Iorque e Londres ("2012"), sofreu um estranho "mundial apagão mental" ("Flashforward"), se tornou uma das três cidades do amores ("Rio, I love you"), é a casa de uma engraçada arara em 3D ("Rio") , cenário do novo filme de ação de Stallone ("Os Mercenários"), entre outros.

Dessa vez, o Rio será cenário do filme norte-americano "Velozes e Furiosos 5" , serie de filmes que já passou em cidades como Los Angeles, Miami e Tóquio. O Rio terá cenas de extrema ação em lugares como a "Avenida Atlântida" (Copacabana), Arcos da Lapa (Centro), e "Ponte Rio Niterói". Tudo isso com diálogos de grandes atores e galãs como Vin Diesel e Paul Walker.

O filme será rodado no segundo semestre desse ano.

"Ter sua cidade em um longa-metragem de projeção mundial traz grandes benefícios, gera empregos e atrai turistas. É claro que pode haver transtornos, mas é um pequeno preço a se pagar", diz Steve Solot, o americano escolhido para comandar a entidade encarregada de atrair produções de cinema e TV para o Rio.

E realmente ele está certo, durante a gravação do filme, cenas de lugares como a Orla de Copacabana serão fechadas para a gravação de cenas de acidentes, explosões, brigas, rachas e perseguições policiais.
"Vai ser um desafio montar tudo isso. São cenas de perseguição, destruição, incêndio. Mas já começamos este trabalho e fizemos reuniões com subprefeituras, DETRAN, Infraero e órgãos envolvidos na organização do trânsito", conta Solot.
Para causar um mistério e tensão ainda maior, os produtores vão tentar gravar algumas cenas em alguma favela, como há em outras versões de filmes como este nos demais países., mas funcionará apenas como um subúrbio e não como acontece nos filmes brasileiros. Outros lugares cogitados é a avenida Niemeyer e o elevado do Joá, o qual os produtores ficaram muito animados ao ver o local.




Mas o sucesso do Rio nas telas internacionais não para por aí. Outro diretor que deseja ter o Rio nos seus filmes é o famoso Woody Allen que deve ambientar a Cidade Maravilhosa em um dos seus filmes, assim como já fizera em Londres e Madrid. Mas a agenda do diretor só tem alguma brecha para este filme em 2012. Enquanto isso o Rio também aparacerá em um seriado com cenas na Lapa para um episódio do famoso reality-show norte-americano Fear Factor, produzido pela Endemol, criadora do Big Brother.

Texto escrito e publicado por Rafael Oliveira, 25 de Maio de 2010

3 comentários:

  1. Vc esqueceu da série americana ( estilo "Miame Vice"),passada integralmente no Rio (aliás, o nome da série é "RIO")
    Leia reportagem a respeito : http://teleseries.uol.com.br/%E2%80%9Crio%E2%80%9D-vira-serie-americana/

    ResponderExcluir
  2. Bem lembrado Luiz, eu ainda havia esquecido do vampiro Edward no filme "Lua Nova - Saga Crepúsculo" e até mesmo de OO7. Sem contar jogos como "Need for Speed" e "Driver"

    ResponderExcluir
  3. Olá,

    faço parte do site do Sérgio Cabral e identifiquei que seu site abordou o tema transportes em algumas postagens (seja ligando o assunto à trânsito em geral, meios de transporte ou sustentabilidade).

    Selecionei veículos com publicações interessantes, frequencia de posts, boa visibilidade e credibilidade para enviar pautas sobre o tema.

    Esta semana: Número de mortos e feridos em acidentes caiu 21,8% em um ano de Lei Seca no trânsito

    Em um ano e dois meses de Operação Lei Seca no Rio, menos 5.037 pessoas foram vítimas de acidentes de trânsito na capital, Região Metropolitana e Baixada Fluminense. De acordo com o porta-voz da Operação Lei Seca no Rio, Carlos Alberto Lopes, a redução aconteceu graças à conscientização dos motoristas, que passaram a evitar dirigir depois de beber. Mais de 98% dos 205.168 motoristas abordados nas blitzes não estavam alcoolizados, segundo a Secretaria de Estado de Governo.

    Para ler na íntegra: http://bit.ly/LeiSecaRJ


    Estou entrando em contato por aqui, mas, caso seja de seu interesse, peço que me escreva informando seu e-mail. Desta forma, poderei enviar novas pautas diretamente a você.

    Thaisy Pecsén
    Equipe do site Sérgio Cabral
    thaisy.rio2010@gmail.com

    ResponderExcluir

Clique aqui para deixar um comentário. Caso você não tiver uma conta Google, assine o seu nome abaixo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta o nosso site com o facebook e Google+