quarta-feira, 31 de março de 2010

PAC 2.0 no Brasil

Lula começa o PAC 2 sem ter terminado o primeiro

http://4.bp.blogspot.com/_woIjaQQP0rw/SnIMerYBhYI/AAAAAAAAAOk/DfmIJVEnTnk/s320/obras.jpg

Que o Rio de Janeiro tem o segundo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) mais atrasado no Brasil eu já me cansei de dizer. No caso aqui no Rio, algumas obras do PAC começaram em 2007 e até hoje não terminou, onde alguma destas causaram tantos transtornos que a prefeitura na era Cesar Maia teve que resolver.

Mas segundo o Governo Federal até o final do ano estarão resolvidas. As favelas contempladas pelo primeiro PAC são: Complexo do Alemão; Manguinhos; Rocinha; Cantagalo e Pavão-Pavãozinho.

Agora vem a segunda parte do projeto que mais uma vez estará presente em todo o país, e no caso daqui do Rio de Janeiro estará em 11 favelas da cidade.

Desta vez a lista está em Cidade de Deus e Rio das Pedras (Jacarepaguá), Complexo da Penha, Morros Chapéu Mangueira e da Babilônia (Leme), Jardim Batan (Realengo), Complexo do Lins, Jacarezinho, Juramento (Vicente de Carvalho), Complexo da Tijuca e Kelson (Penha).

O anuncio foi feito pelo próprio Presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, e o projeto será patrocinado economicamente pela União.
“Não é para fazer cosquinha. São intervenções com a preocupação de elevar a autoestima dos moradores, gerando aumento de renda, estimulando o comércio e mudando a cara das comunidades”, afirma o representante do Governo Estadual do Rio de Janeiro, Icaro Moreno.

Como promessas do PAC 1 ainda estão concluir as 5 estações do teleférico do Alemão, o elevador panorâmico no Cantagalo, a elevação da via férrea em Manguinhos e a passarela projetada por Oscar Niemeyer, na Rocinha, entre outras.

Nessa versão do PAC haverá também um investimento de r R$ 202,575 milhões no Rio, em postos de polícia comunitária, esta que será uma versão mais barata do Governo Federal parecida com as UPPs do Rio.

Além disso algumas favelas receberão investimentos especiais:

O Complexo da Penha terá um investimento isolado de R$ 700 milhões, o qual ganhará uma "Praçarela" de 1km, um Centro Cultural, um Museu e um Cinema a céu aberto.

No Complexo do Lins, o investimento será de R$600 Milhões em três elevadores panorâmicos, auxiliados por passarelas, farão o acesso às favelas da Cachoeira, Cachoeirinha e Morro do Amor (entre outras).

Já na Rocinha, o PAC 1 construirá uma nova rua para diminuir o trânsito na via, além de dois novos planos inclinados.

Já o Complexo do Alemão, segundo o Governo Federal, terá todo o entorno urbanizado, desapropriando cerca de 1.500 casas para a construção de novas unidades habitacionais e ruas de acesso.


Bem... Vamos ver!



Texto publicado em 31 de Março de 2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique aqui para deixar um comentário. Caso você não tiver uma conta Google, assine o seu nome abaixo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta o nosso site com o facebook e Google+