sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Rio terá projeto de referência mundial a favor do meio abiente

Prefeitura irá reflorestar 1500 hectares a favor do clima do Rio de Janeiro

http://www.guideinriodejaneiro.com/imagens/parqueflamengo.jpg



Que o aquecimento global está cada vez mais sério e com problemas maiores, isso não é novidade para ninguém, ao contrário, muitos vão até dizer que estão cansados de ouvir e ler sobre isso.

Mas o Brasil realmente não está longe de entrar em sérios problemas, caso as autoridades nada fizerem para resolver este problema. Rio e São Paulo seriam as cidades que mais sofreriam com o Aquecimento Global, principalmente com enchentes e alagamentos, onde lesariam 1,4 milhão de pessoas nas próximas décadas. Isso sem contar o aumento do nível do mar aqui no Rio. E a Inversão Térmica em São Paulo.

Para isso, autoridades de todo o planeta correm atrás de uma solução antes de uma grande catástrofe. Entre os maiores eventos da história para miminizar os gases da atmosfera foi o Rio92 e o Protocolo de Quioto. A próxima reunião global a favor do meio ambiente acontece este ano, em Copenhague.

O Rio de Janeiro tem uma participação especial nesta conferência, onde o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, participará. Vale lembrar que o Rio de Janeiro é uma cidade mundialmente associada à sustentabilidade, mas que visivelmente os mais idosos perceberam a mudança climática da cidade durante as gerações.

Para evitar futuros problemas aqui no Rio, a prefeitura anunciou algumas metas para miminizar os efeitos do Aquecimento Global na Cidade Maravilhosa e sede das olimpíadas de 2016.

A primeira medida será a implatação de novas árvores em toda a cidade, medida seguida por muitas cidades e onde em várias deram resultados satisfatórios. A cidade ganhará um reflorestamento de 1.500 hectares.

A prefeitura também lançará um plano de gestão de resíduo, aumento a reciclagem de materiais que vão para os lixões da cidade.

O prefeito anunciou tamém que construirá um espelho d'água na região da Barra e Jacarepaguá para evitar o aumento da densidade populacional por perto das lagoas, áreas onde com o aquecimento global, seriam estas rapidamente alagadas.

Todas essas táticas não valem apenas para um futuro, mas será também para o presente. Um bom exemplo atual, seria para conter o aumento do calor que está previsto para os próximos anos, além de combater o clima seco comum no inverno.

Texto escrito e postado por Rafael Oliveira, 27 de Novembro de 2009
FOTO: Parque do Flamengo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique aqui para deixar um comentário. Caso você não tiver uma conta Google, assine o seu nome abaixo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta o nosso site com o facebook e Google+