domingo, 11 de outubro de 2009

Urbanização, investimentos, vilas olímpicas e tecnologia para o Rio de Janeiro

A modernização do Rio de Janeiro e investimentos em esportes para juventude em prol do 2016

http://farm3.static.flickr.com/2635/3766309930_09ab73617d.jpg

O Rio de Janeiro ganhará em 2016, novos e modernos estádios, ginásios, pistas de atletismo, uma vila olímpica, entre muito mais. Mas isso poderá ser muito mais, já que o Rio investirá US$ 50 bilhões em obras de infraestrutura, principalmente no setor hoteleiro, segurança e transporte. Mas o Rio também ganhará a mais moderna zona portuária do Brasil junto com uma remodelação do centro da cidade e talvez até uma nova avenida rio branco.

A Barra da Tijuca será a parte do RIo que mais receberá investimentos, tornando-se o mais moderno bairro do Brasil, com shoppings e hoteis de primeiro mundo, além de uma estrutura esportiva única na América Latina. Apesar que muitos ainda criticam que a zona portuária deveria ganhar uma valorização maior no Rio2016, mesmo se não sediar nenhuma competição. Porém, oficialmente isso não acontecerá segundo Felipe Góes, da equipe de Eduardo Paes.

O Rio ganhará também o Museu da Imagem e do Som, em Copacabana, e o Complexo Hotel das Paineiras, que atraiu mais de 80 escritórios. Sem contar do retorno do hotel nacional e diminuição de algumas das favelas em pontos econômicos e turísticos da cidade.

- O poder público tem o dever de estimular a boa arquitetura. São os edifícios públicos e as intervenções urbanas que devem estabelecer o patamar de qualidade desejado, que naturalmente será seguido pelos cidadãos e investidores privados - emenda o arquiteto Pedro Rivera

Mas apesar de tudo, o Rio terá o modelo urbanístico mais avançado do Brasil, somado junto por uma cidade que em sua história teve arquitetos clássicos vindo da França e Portugal até renomeados atuais como Pereira Passos, Lucio Costa e Oscar Niemeyer.

As olimpíadas trazem também uma melhora da visão das cidades em que acontecem. Isso trará muitos investimentos, novas empresas e empregos para o Rio de Janeiro, onde a economia crescerá em tamanhos que ainda são inimagináveis.

O prefeito Eduardo Paes afirmou que aumentará a quantidade de vilas esportivas no Rio de Janeiro. Atualmente o Rio tem 10 vilas olímpicas, sendo que sete estão em obras. Segundo Paes, o Rio terá pelo menos o dobro disso e terá como missão encontrar os futuros talentos e atletas cariocas que ainda não foram descobertos. O Rio terá convênios com clubes, sobretudo do subúrbio, para que os alunos possam fazer educação física em espaços mais adequados. Segundo Paes, até o fim do seu mandato, metade das escolas da cidade terão quadras esportivas. Onde 60 escolas passarão por obras e mais 15 serão construídas.

- A vila olímpica é mais barata, mais eficaz e mais organizada pra que possamos dar a alternativa da prática esportiva às crianças - disse o prefeito
Esta também é a hora na melhora dos sinais de trânsito, faixas de pedestres e melhoria do asfalto da cidade e quem sabe com um futuro governo inteligente, estes projetos se prolonguem, chegando a Avenida Brasil e valorizando a zona oeste do Rio, principalmente Campo Grande, Bangu e Realengo como possíveis potências econômicas, de lazer e cultura, devido a concentração populacional da região e que atenderiam toda a zona oeste. Mas este é um sonho que nosso Cabral e talvez nem o Paes serão capazes de colocar em prática.


Texto escrito e postado por Rafael Oliveira, 11 de Outubro de 2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique aqui para deixar um comentário. Caso você não tiver uma conta Google, assine o seu nome abaixo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta o nosso site com o facebook e Google+