terça-feira, 11 de agosto de 2009

Escolhido modelo para arquitetura do Museu da Imagem e do Som (MIS)

Projeto de construção do Museu da Imagem e Som virá de arquitetos de Nova York, mas com investimento 100% carioca.

http://jbonline.terra.com.br/pextra/2009/08/10/e100819635.jpg

Na semana passada eu publiquei aqui no Blog do Rafael, uma acirrada competição, o qual escolheria como será o modelo arquitetônico do futuro Museu da Imagem e Som (MIS) em Copacabana, com a vista privilegiada do mar.

E o escolhido saiu finalmente. As formas angulosas escolhida virá do escritório norte-americano Diller Scofidio Renfro, com sede em Nova York, famoso por construir:
o Museu de Arte de Nova York, o Whitney Museum , o Instituto de Arte conteporânea, o Centro Lincoln, entre outros.

Este projeto venceu de outros quatro brasileiros e dois internacionais, o qual contou com diversos critérios, incluindo baixo gasto da energia elétrica e de água.

O prédio será construído na Avenida Atlântica, em Copacabana, em frente a praia, no lugar que era a boate Help. A escolha do projeto vencedor veio da secretária estadual de Cultura, Adriana Rattes, da qual participaram também nomes como Bel Lobo (arquiteta); Hugo Barreto (filósofo e secretário-geral da FRM) e o grande Jaime Lerner, (arquiteto e urbanista), entre outros.
– O novo MIS será o museu-referência do Rio de Janeiro, reforçando a identidade cultural da cidade, situado no principal cartão-postal do país, com um projeto arquitetônico que traduz o século atual, e um acervo que será disponibilizado conforme as mais novas tecnologias – aposta Rattes.

Serão investidos cerca de R$ 65 milhões no projeto arquitetônico e museográfico, na desapropriação do terreno, na construção do novo prédio, em seus equipamentos e também em conteúdo. As obras devem ser concluídas em 42 meses.

– O público vai adorar o novo MIS. Ele será um convite irresistível para conhecer a história da música e da imagem desta cidade de uma forma divertida e agradável – explica Rosa Maria Araujo, presidente do MIS.

Segundo os organizadores, este prédio terá cerca de 4500 metros quadrados e contará com salas de exposição fixas e temporárias; auditório; espaço para atividades didáticas; salas para consulta e pesquisa; loja; cafeteria; restaurante panorâmico; bar; piano-bar; e um mirante da bela praia de Copacabana.

Com isso Copacabana ganha um novo ponto turístico e o Rio de Janeiro mais um ponto como capital cultural do Brasil.

Texto escrito, postado e comentado por Rafael Oliveira, 11 de Agosto de 2009

2 comentários:

  1. Preferia o projeto que tinha aquela bola de metal ao lado...Bem mais bonito...Esse prédio é muito feio!!!

    ResponderExcluir
  2. Eu tb gostei mais do outro (o que tinha as bolas de metal), mas eu também achei legal este, porque poderá ter uma bela vista de Copacabana.

    Eu até achei bem bonito, mas também é meio dejavu da Cidade da Música, na minha opinião (pelas rampas)

    ResponderExcluir

Clique aqui para deixar um comentário. Caso você não tiver uma conta Google, assine o seu nome abaixo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta o nosso site com o facebook e Google+