domingo, 24 de maio de 2009

Rio de Janeiro tem Centro de Pesquisas Matematico que é referência nos EUA e na Europa...

IMPA é considerado um dos maiores Centro de Pesquisas do Mundo...

http://www.impa.br/opencms/imagens/img_entrada.gif

Enquanto existem brasileiros que vão para a Inglaterra estudar.
Os britânicos, alemães, italianos e até norte-americanos estão vindo estudar no Rio de Janeiro.

O matemático norte-americano Jerry Bona considerou o IMPA também como departamento de matemática, física e quimica mais lindo do mundo, por sua localização privilegiada, em meio à Mata Atlântica, dentro do Jardim Botânico, com vista para a cidade maravilhosa e a Lagoa Rodrigo de Freitas.

Há 57 anos o Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa) faz bonito e é símbolo da matemática na escala mundial de entidades do gênero.

Segundo indicadores de produção científica mais recentes do Mathscinet (banco de dados da American Mathematical Society) o IMPA atingiu média de 1,83 em produção cientifica e publicações de primeira categoria no ano de 2007, enquanto Princenton tinha 1,73 e Berkeley 1,70

Este ano o IMPA obteve 1,50.
Comparando com outras universidades, neste ano temos:
Princeton (Nova Jérsei, EUA): 1,73
Berkeley (Califórnia, EUA): 1,50
Harvard (Massachusetts, EUA): 1,90
USP (São Paulo, Brasil): 0,50

Com 38 pesquisadores, onde a maior parte são brasileiros, o instituto tem cerca de 150 estudantes de mestrado e doutorado (metade estrangeira), enquanto a pós-graduação do Impa recebeu sempre a nota máxima da Coordenadoria de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Em 2010, nove brasileiros do IMPA e um da PUC-RIO foram convidados a serem palestrantes oficiais no ICM (Congresso Internacional de Matemática) que é somente a maior reunião de matemáticos do mundo, que acontece de quatro em quatro anos e em 2010 será na Índia.

Além de ser um dos símbolos da matemática no mundo, o Instituto possui uma tecnologia que qualquer faculdade morreria de inveja, incluindo uma sala de visualização estereoscópica interativa onde acontecem simulações perfeitas de decolagens em aeronaves, com visão frontal, lateral e de cima. E também existem computadores que estudam e fazem cálculos do movimento das ondas nas plataformas de petróleo do Rio de Janeiro.

Quem sabe, será do Rio de Janeiro que virá o próximo Einsten, Galileu, Arquimedes ou Newton...

Texto escrito e postado por Rafael Oliveira, Brasília, 24 de Maio de 2009
Foto: IMPA, Jardim Botânico, Rio de Janeiro
Fonte: O GLOBO, IMPA e UNIVERSIA
Texto editado e postado por BLOG DO RAFAEL OLIVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique aqui para deixar um comentário. Caso você não tiver uma conta Google, assine o seu nome abaixo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta o nosso site com o facebook e Google+