quinta-feira, 30 de abril de 2009

As Olimpiadas e o Rio de Janeiro...

Sim às Olimpíadas no Rio em 2016

http://www.nadocostaverde.com.br/img/parqueaquatico2.jpg

Eu estava lendo O GLOBO e vi a reportágem abaixo escrita por um leitor e achei bem interessante.
Leia e reflita...


----------------------------------------------------

O Rio de Janeiro é um pólo turístico, é um palco de violência, é um cartão-postal, é engarrafamento pela manhã e no fim da tarde. Uma cidade das mais atrativas e emblemáticas do mundo, que tem como vocação receber a todos de braços abertos, uma cidade que sofre com buracos no asfalto.

O Rio é uma cidade de contrastes, um lugar que mescla coisas boas com coisas, no mínimo, desagradáveis. Será que a "Cidade Maravilhosa" pode melhorar com a realização das Olimpíadas? Ou será que vai piorar?

Historicamente, a cidade que realiza os jogos evolui. Evolui em transporte, em turismo, em meio ambiente. Reformas estruturais nos aeroportos, atenção especial do governo e melhorias na segurança são pontos diretamente ligados à realização dos Jogos em uma cidade. Impossível realizá-los sem, ao menos, melhorar as regiões que sediarão provas do evento.

Dando uma olhada na história, novamente, veremos que Barcelona "voltou" para o mundo após as Olimpíadas de 1992. Multiplicou o número de turistas, transformou a cidade.

O Rio pode não ser uma cidade perfeita (e cidade perfeita existe?), mas é o cenário perfeito para uma transformação. Nada melhor que uma cidade de Terceiro Mundo para realizar os Jogos e mudar o visual. Economia? O Brasil virou protagonista no assunto. Capacidade? Sim, temos.

Texto escrito por Caio Costa Ribeiro, 30 de Abril de 2009
Postado por Rafael Oliveira
Foto do Parque Aquático Maria Lenk, Rio de Janeiro

Um comentário:

  1. As estruturas das olimpíadas

    Hoje vamos sediar uma olimpíada, com algumas novas modalidades, o pega ladrão do congresso, a corrida com dólares na cueca e o tiro ao alvo nos helicópteros da policia militar, os alojamentos para algumas delegações já estão prontos, vai ser nas casas de barro do nordeste e terá uma alimentação balanceada típica da população local, água salobra, arroz, feijão e farinha de mandioca, já o atletismo tem uma estrutura de primeiro mundo vai ser nas palafitas do estado de São Paulo, o boxe, judô e karate, as competições vão ocorrer nas saídas dos estádios de futebol, já as corridas vão funcionar em esquema rodízio e em alguns trechos terá que pagar pedágio, e na natação o tiete vai ser o palco de varias modalidades principalmente no nado sincronizado.


    Peterson Correa Pimentel
    Pepe.luci13@hotmail.com.br
    www.terceiromundo.spaceblog.com.br

    ResponderExcluir

Clique aqui para deixar um comentário. Caso você não tiver uma conta Google, assine o seu nome abaixo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta o nosso site com o facebook e Google+