sábado, 21 de março de 2009

Rio de Janeiro é líder na área de pesquisas no Brasil...

Rio é o estado que mais financia pesquisas no país

http://www.geocities.com/rio.tour/RJ/filled_version/uerj.jpg

O Rio de Janeiro é o estado com maior investimento em pesquisa em todo o país. A afirmação foi feita pelo secretário de Ciência e Tecnologia, Alexandre Cardoso, que esta semana recebeu uma homenagem da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). Cardoso propôs uma união de esforços entre as instituições do setor para que o estado prospere ainda mais. Ele sugeriu que, assim como as universidades federais, que ganharam apoio da União em recursos, as estaduais fluminenses façam o mesmo.

- A Uerj tem corpo, tamanho e estrutura para liderar um movimento por um projeto de lei que vise mais recursos à pesquisa do estado. Afinal, juntos poderemos fazer uma universidade mais forte e, consequentemente, um estado também - declarou.

Para o reitor da Uerj, Ricardo Vieiralves, três motivos levam o Rio a ganhar o título. O primeiro é o fato de o Estado ter cumprido com o dispositivo legal que prevê o repasse de 2% para a pesquisa. O segundo, por ter sido consolidada uma rede de acadêmicos e pesquisadores fluminenses. Por último, ele enfatizou o próprio relacionamento com a universidade:

- Pela primeira vez há uma relação direta entre orçamento e finanças. No entanto, sabemos que precisamos de mais. Por isso, estamos construindo compromissos maiores com a economia do estado, com a formação dos professores, com a sociedade - disse.

Além do reitor, o diretor presidente da Fundação Carlos Chagas de Apoio à Pesquisa do Rio de Janeiro (Faperj), Rui Garcia Marques, reforçou a boa parceria entre a Secretaria de Ciência e Tecnologia e as instituições relacionadas. Garcia destacou o desempenho da Faetec, que ganhou dois novos centros tecnológicos e a duplicação dos polos de Educação Superior a Distância, que agora são 33 em todo o estado, reunindo mais de 20 mil matrículas. Foi lembrada ainda a implantação do Centro Universitário da Zona Oeste (Uezo) e o aporte financeiro recebido pela universidade para o Hospital Universitário Pedro Ernesto e para o seu Núcleo Perinatal. Ele também destacou o expressivo crescimento da Faperj.

- Só em recursos, o crescimento foi de R$ 90 milhões para R$ 240 milhões em 2008 - detalhou.

Texto extraido da página de imprensa da subsecretaria de Comunicação Social do Governo do Estado do Rio de Janeiro
Foto extraida do site não oficial do turismo do Rio de Janeiro, www.geocities.com/rio.tour
Foto da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique aqui para deixar um comentário. Caso você não tiver uma conta Google, assine o seu nome abaixo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta o nosso site com o facebook e Google+