quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Novo Secretário de Habitação combater a favelização....

Bittar anuncia mutirões e esforço contra expansão de favelas. Marcelo Costa quer revitalizar áreas degradadas
E conheça o perfil dos dois novos secretários: Desenvolvimento Econômico e de Habitação.


http://oglobo.globo.com/fotos/2008/11/11/11_MHB_rio_paes_turma.jpg



O futuro prefeito Eduardo Paes já anunciou quem será o futuro secretário de Habitação do município do Rio será o deputado federal Jorge Bittar, 60 anos, engenheiro formado pelo Instituto Tecnológico da Aeronáutica, durante 22 anos ele foi funcionário da Embratel, onde começou sua carreira sindical elegendo-se presidente do Sindicato dos Engenheiros do Rio de Janeiro, disse que pretende conter a expansão das favelas oferecendo novas opções de moradia, desenvolver projetos habitacionais, tocar as obras do PAC e promover mutirões nas comunidades carentes.

- Não basta reprimir o avanço das favelas. Temos que dar opção de moradia. Temos terrenos imensos da Rede Ferroviária Federal, do INSS, da secretária de Patrimônio da União, só para falar de áreas federais, no Cais do Porto e na área central da cidade, que envolve Cidade Nova e outras áreas adjacentes, que não estão sendo utilizadas para moradia. São áreas que têm infra estrutura urbana e facilidade de acesso ao transporte - disse Bittar.

E o futuro secretário ressaltou que vai buscar parcerias para viabilizar os projetos de construção dos imóveis, que deverão ter prestações baixas no sistema de arrendamento familiar.

- Existem recursos do PAR (Programa de Arrendamento Residencial) e outras fontes de recursos federais para que a gente possa aproveitar esses espaços e construir projetos habitacionais, não naqueles moldes antigos, mas agradáveis de se morar. Serão condomínios verdadeiramente.

Bittar disse que pretende trabalhar em conjunto com outras secretarias municipais e com órgãos dos governos estadual e federal para viabilizar osbras do PAC, do Favela-Bairro III e dos mutirões, que, segundo o secretário, terá um novo formato.

- O trabalho de multirão é muito importante. Vamos reativar o projeto dos multirões, mas em um novo formato, com a participação de arquitetos, de engenheiros, das universidades. Não basta dar o material de construção para a comunidade, precisamos de um projeto pronto, bem feito.

Nesta terça feira Paes também anunciou o futuro secretário de Desenvolvimento Econômico e o nome será Marcelo Henrique da Costa, 42 anos, mestre em psicologia social, com doutorado pela Uerj e prometeu que vai priorizar Arranjos Produtivos Locais (APL) para revitalizar economicamente áreas degradas da cidade, respeitando a vocação econômica de cada região. Ele citou a Saara, no Centro do Rio, como exemplo de uma APL que funciona bem.

O futuro secretário afirmou também que entre suas prioridades estão a revitalização econômica de áreas como a Avenida Brasil e a zona portuária, além de incentivar a instalação de novas empresas na cidade.

- Vamos dialogar com pequenas e grandes empresas e vamos discutir e apresentar idéias ao prefeito, que tomará a decisão sobre qual a melhor forma de incentivo às novas empresas.




Brasília, Rafael Oliveira, 12 de Novembro de 2008

Um comentário:

  1. gostria de saber.o que sera feito das familias que ficarão nas casas desapropriadas pela prefeitura do rio em 2007. na comunidade da av canal do anil. em jacarepagua. por que tem famílias que receberão a endenização em permanecem morando no local e as famílias que sairão do local tiverao suas casas vendidas novamente pelos milicianos do local.qual vai ser a providencia que a prefeitura vai tomar.vai ficar por isso mesmo?

    ResponderExcluir

Clique aqui para deixar um comentário. Caso você não tiver uma conta Google, assine o seu nome abaixo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta o nosso site com o facebook e Google+