sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Dilma Rousseff, governo federal e União vetam projeto de urbanização no Rio de Janeiro porque não pode desviar dinheiro dos gastos dos deputados....

UNIÃO NEGA PEDIDO PARA AMPLIAÇÃO DO PAC NO RIO DE JANEIRO
ENQUANTO ISSO VEJA OS GASTOS MENSAIS DO PALÁCIO DO PLANALTO

http://tbn0.google.com/images?q=tbn:5j3pOHpGljwJ::http://g1.globo.com/Noticias/Politica/foto/0,,11730678-EX,00.jpghttp://tbn0.google.com/images?q=tbn:31E9kGV875VpKM:http://www.estadao.com.br/fotos/dilma(4).jpghttp://tbn0.google.com/images?q=tbn:WNA13t05huw32M:http://www.estadao.com.br/fotos/lula-mt-pac.jpg

Para quem acha que o Governo Federal não é contra o Rio de Janeiro eu tiro o meu chapéu.

O futuro prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes foi a Brasília pedir uma extensão do governo federal para diminuir a favelização e pobreza no Rio de Janeiro (que inclusive combater a pobreza é o dever central do governo federal segundo a constituição) e a cara ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff (Esta que quer ser presidente), afirmou nesta sexta-feira que a inclusão do complexo da Penha, Zona Norte do Rio, na relação de locais que poderiam receber obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) poderia ser vetada. Vale lembrar que tanto Sérgio Cabral como Eduardo Paes pediu investimentos no Rio de Janeiro e a dona Dilma e o governo federal vetou.

Dilma explicou que Paes e Cabral propuseram a inclusão de uma nova obra e que, para tanto, seria necessário alocar mais R$ 500 milhões para o PAC, o que, segundo ela, não é possível acontecer agora.

As obras do PAC na Penha incluiriam urbanização e saneamento e beneficiariam 24 mil famílias nas comunidades de Vila Cruzeiro, Vila Cascatinha, Parque Proletário da Penha, Merindiba, Caixa D'água, Caracol, Chatuba, Morro da Fé, Sereno e Morro da Paz. Segundo Ícaro Moreno Júnior, presidente da Empresa de Obras Públicas do Estado (Emop), o teleférico do Alemão - que já está recebendo obras do PAC - seria estendido até a Igreja da Penha.

A ministra acrescentou que a proposta da criação de uma sociedade de propósito específico entre município, estado e União para a revitalização da zona portuária do Rio foi encampada pelo governo federal, e que ela vai visitar a área possivelmente na próxima semana para fazer um levantamento da situação.

E enquanto isso o presidente Lula gastou milhões para ''patrocinar'' Marta Suplicy em São Paulo, gastou milhões com gastos públicos e pessoais, contratando amigos e criticando outros partidos.




Segundo Dilma e Lula o governo federal não tem dinheiro.
Talvez seja pelo fato do gabinete do presidente gasta a cada 120 dias:


Sete toneladas de açúcar, duas toneladas e meia de arroz, 400 latas de azeitona, 600 quilos de bombons, 800 latas de castanha de caju, 900 latas de leite condensado. O pior é que, pelo prazo da licitação, tudo isso deverá ser consumido em 120 dias. Mas tem mais: constam ainda dois mil vidros de pimenta, dois mil e quinhentos rolos de papel de alumínio, quatrocentos vidros de vinagre; quatrocentos e sessenta pacotes de sal grosso e ainda seis mil barras de chocolate. Uma simples calculadora mostra que a turma está consumindo, por dia, 58 quilos de açúcar, 22 quilos de arroz, 50 barras de chocolate, 15 vidros de pimenta 129 mil litros de água mineral, duas mil latas de cerveja 1.344 garrafas de sucos naturais,10 garrafas de vinho (...) e cinqüenta garrafas de licor (...), 495 litros de suco de uva,390 litros de suco de acerola, o mesmo tanto de suco de maracujá, laranja, tangerina e manga. É o Sede Zero palaciano. Como cada litro de suco resulta em 35 copos, eles vão se entupir com 99.225 copos de sucos variados. Isso é o que conta o próprio site do Senado...


Isso sem contar o salário deles, gasolina, terno, televisores de tela plana nos banheiros, viagens de avião e o dinheiro desviado. E os gastos do Congresso Nacional, prefeituras e ministérios.
Talvez seja por isso que não tenha dinheiro para os estados....





Texto de Rafael Oliveira
Postado por Rafael Oliveira, Brasília, 31 de Outubro de 2008
Baseado nos textos de Chico de Gois (CBN e O Globo) e gastos publicados no site do senado.
Fotos:Palácio do Planalto, Dilma, Lula, Paes, Tribunal de Contas da União

Um comentário:

  1. Vale lembrar que o governo federal diz não ter dinheiro e irá gastar R$ 25 milhões para fazer reformas na Catedral de Brasília...

    ResponderExcluir

Clique aqui para deixar um comentário. Caso você não tiver uma conta Google, assine o seu nome abaixo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta o nosso site com o facebook e Google+