sábado, 20 de setembro de 2008

Os caminhos da Sociedade Brasileira

A SOCIEDADE E AS MULHERES DO "MUNDO"
Texto escrito e postador por Rafael Oliveira

Estava eu lendo o romance de José de Alencar nomeado de "Lucíola" e ao ver a crítica percebi que foi um livro não muito aceito na época.
Hoje, tempos depois de minha leitura me fizeram a seguinte pergunta:
"Por que um homem pode ficar com quantas mulheres quiser e se uma mulher ficar com mais de um homem é considerada uma devassa?"

Primeiramente, não adianta negar tal questão, pois é a verdade...
Não estou aqui para criticar o mundo, mas afinal sou um crítico da sociedade brasileira.


Isso vem da história.
Por exemplo nas épocas da corte do Brasil. As mulheres nasciam quase predestinadas a casar e casavam cedo com seus maridos.
E a mulher tinha papel de Amélia, quanto o homem tinha que ser o "garanhão".

Os tempos se passaram, mas o pensamento é o mesmo.
Um homem que beija várias garotas é o garanhão, mas também as vezes é visto como o safado! Mas a sociedade o aceita.

Mas uma mulher que fica com vários homens, para os tradicionais é visto como "manchando a pureza, pois a mulher não tem isso no sangue" e para nós mais jovens isso acaba sendo visto como uma devassa.

Resumindo: Não só os homens, mas a sociedade em si é machista.





Mas seria a sociedade realmente só machista???

Por exemplo na capital paulista, há um sindicato nomeado de
"Sindicato das Meretrizes de São Paulo" . O que seria isso?
Com o lema: "Não se pode depender apenas do corpo".
Ainda lendo a reportagem do jornal "Diário de São Paulo", minha boca ficava boquiaberta.

Esse sindicato trazia as meretrizes um sistema com salário mínimo, empréstimos, auxilio maternidade, conscientização sobre DST e até mesmo aposentadoria.
Para quem não sabe tanto o sindicato como a profissão está cadastrada no Ministério do Trabalho.

Aqui em Brasília fiquei sabendo sobre um grupo chamado "As Universitárias", quando fui pesquisar, descobri que são garotas estudantes da UnB que vendem o corpo para pagar a faculdade, porém vende em preços altos e para quem elas chamam de "burgueses".

Até onde vai a sociedade onde ser jogador de futebol ou garota de programa vale mais a pena que estudar e arrumar um emprego?
Onde largar tudo (inclusive a escola) e ir para o Rio de Janeiro e São Paulo para ser artista ou modelo é ser inteligente?
Onde um professor ganha menos que uma "rebola girl" para crianças?
Onde a moda mesmo é ser bandido?

De quem é a culpa? Do governo? Dos valores?

Bem vindo ao Brasil.....

Rafael Oliveira, Brasília, 20 de Setembro de 2008

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique aqui para deixar um comentário. Caso você não tiver uma conta Google, assine o seu nome abaixo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta o nosso site com o facebook e Google+